PM prende quadrilha especializada em furto a residências em Guarulhos

Com a prisão do bando, foi possível esclarecer outros furtos na região de Guarulhos

A Polícia Militar prendeu uma quadrilha, na madrugada de quinta-feira da semana passada, 16, acusada de furtos a residências em Guarulhos. O grupo, composto por dois adolescentes, foi detido após furtar uma casa na Vila Rio, no município localizado na Região Metropolitana de São Paulo.
Uma equipe da 4ª Companhia do 15° Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) foi avisada sobre a estranha movimentação no imóvel. Assim que chegaram ao local, os policiais notaram que o portão e a porta de entrada da casa estavam com as fechaduras quebradas.

Dentro do imóvel, os PMs encontraram diversos objetos e pertences dos moradores espalhados e revirados, mas não havia ninguém. Em seguida, a equipe iniciou buscas pelas proximidades e, a cerca de 1 quilômetro da residência, flagrou os suspeitos.

Com o primeiro homem, de 24 anos, havia um relógio em cada pulso, três correntes no pescoço, R$ 25 e duas sacolas com roupas, além de um tênis de um dos moradores, que estava calçando. A outra suspeita, de 23, também usava um relógio pertencente às vítimas.
Os adolescentes, de 17 anos, estavam com mais dois relógios de pulso, joias, uma camiseta e uma nota de R$ 50 cada. Uma criança, de 11 anos, estava com o grupo e contou que outros produtos furtados tinham sido entregues a um vizinho.

Pertences recuperados

A equipe foi até a residência do receptador e lá encontrou eletrodomésticos, chapinha para cabelo, máquina fotográfica, relógios, joias, um circulador de ar, entre outros objetos. Todos os pertences foram reconhecidos pela vítima, que foi contatada e compareceu à delegacia para retirá-los.
O homem que comprou os objetos furtados, um mecânico de 30 anos, foi preso em flagrante junto com os outros dois adultos. Os adolescentes foram apreendidos e a criança liberada ao seu responsável.
A Polícia Civil investigou e esclareceu que a quadrilha havia agido em outros dois furtos parecidos na região. Dois dias antes, os menores haviam se envolvido em outra ocorrência.
Os detidos confessaram que o dinheiro que estava com eles era proveniente da venda de uma televisão furtada na casa. O Instituto de Criminalística (IC) foi chamado à residência para periciar o local.
A ocorrência foi registrada como ato infracional, furto qualificado a residência, receptação, corromper ou facilitar a corrupção de menor de 18 anos e associação criminosa, no 1° Distrito Policial de Guarulhos.