Coluna do Carleto – Weekend 03/07

foto (1)Protestos em todo o país
Na manhã de quarta-feira, vans escolares formaram carreatas em diversas avenidas, protestando contra a decisão do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) de exigir cadeirinhas para crianças no transporte de escolares. Em Guarulhos, depois de percorrer ruas centrais, as peruas concentraram-se nas imediações da Prefeitura, no Bom Clima, visando apresentar reivindicações ao secretário de Transportes e Trânsito (STT), Atilio Pereira, cujo apoio solicitam às suas causas.

O que pleiteiam
Segundo Ednilza, presidente da Aceagg (Associação dos Condutores Escolares Autônomos de Guarulhos), a decisão do Contran não teve nenhum critério, a categoria não foi ouvida e nem foi levado em conta o índice praticamente zero de acidentes com essas vans. Afirma que é impraticável usar a cadeirinha, pois em um horário carregam crianças pequenas; em outros, são maiores. E que a exigência fará reduzir o número de passageiros e aumentar o custo.

Âmbito municipal
Como já passam de 2.500 as peruas, os transportadores querem que seja delimitado o número de licenças; pedem a demarcação de vagas em frente às escolas, pois é comum terem dificuldade para estacionar. Ela disse que outra reivindicação refere-se ao transporte de crianças com necessidades especiais, gratuito na rede estadual, que a Aceagg entende que deveria ser feita por veículos específicos. Cobram apoio municipal contra a exigência da cadeirinha pelo Contran.

STT responde
O secetário Atilio Pereira falou à coluna. Disse que lhe foi entregue lista com 12 reivindicações e que receberá a categoria dentro de 10 dias. Alguns pedidos considera impraticáveis, como o de manter kombis no sistema, pois o veículo não é adequado a conduzir passageiros. Outros fogem à sua alçada. Quanto à cadeirinha, disse que irá inteirar-se dos motivos de ambas as partes, mas que por princípio é a favor de maior segurança para as crianças.

Gru sem olimpíada?
O atleta olímpico Wilson Alves David levantou uma lebre que está dando o que falar. Funcionário municipal, ele soube que se cogita não realizar a Olimpíada Colegial Guarulhense, pela primeira vez em 46 anos, por falta de recursos. Postou no Facebook, o jornalista Pedro Notaro procurou o secretário de Esportes, Wagner Freitas e teve dele a confirmação do cancelamento.

Queremos a OCG!!
Wilson foi à Câmara Municipal tentar usar a Tribuna Livre. Não foi possível, mas o vereador Guti falou por ele e cobrou o Executivo, pois a OCG é uma oportunidade dos jovens apegarem-se ao esporte e se dedicarem a uma atividade sadia. As redes sociais estão bombando com manifestações a favor da Olimpíada.

Prefeito contesta
Entrevistado no programa “Radar de Notícias”, o prefeito Sebastião Almeida disse que é ele quem decide e que a cidade terá a Olimpíada Colegial. Wilson David diz esperar que a promessa seja cumprida, pois, até agora, a Secretaria de Finanças não garantiu à de Esportes os recursos para fazer frente às despesas do evento. “Não é justo que os professores preparem os alunos e, na hora H, cancelem, como fizeram nos Jogos Adaptados”, diz.

“Música em sua vida” volta à APM
O Depto. Cultural da Associação Paulista de Medicina – Regional Guarulhos volta a realizar o evento “Música em sua vida”, neste domingo, dia 5, às 11h, em sua sede, na rua Darci Vargas, 64, Centro. A apresentação fica a cargo da Camerata Magistral, que era conhecida como Guarucordas, formada por jovens músicos, alunos do Conservatório Municipal de Guarulhos, além de solo de violino de Rodolfo de Souza Freitas. A regência é do maestro Celso Franchini e no programa estão obras de Antonio Vivaldi, Peter Martin e Peter Warlock.
A entrada é gratuita.