Caso da ambulância, de 2015, está na rede como se fosse agora

Está tendo milhares de visualizações uma postagem sobre uso de ambulância da Prefeitura de Guarulhos para transportar militantes da CUT, que participaram de manifestação pró-Dilma.

Porém, o caso é apresentado nas redes sociais como se tivesse acontecido na sexta-feira, 18.03.2016, quando, na verdade, ocorreu em março de 2015.

Na ocasião, o motorista, que é concursado na Prefeitura, admitiu o erro de transportar as pessoas da avenida Paulista para Guarulhos, mas demonstrou que havia ido ao hospital das Clínicas, em São Paulo, deixar um(a) paciente, e voltava com a van vazia para Guarulhos.

Este link mostra a notícia do ano passado, veiculada pela Folha Metropolitana.

http://folhametro.com.br/ultimas/video-van-da-saude-de-guarulhos-transporta-manifestantes-em-sp/

Neste ano, o mesmo jornal publicou que vários ônibus da viação Atual transportaram militantes de Guarulhos para a avenida Paulista, na sexta-feira. Os coletivos saíram da frente do escritório político do vereador licenciado e secretário de Educação, Moacir de Souza. Ainda não foi esclarecido quem pagou o aluguel dos ônibus. Ou se a empresa os cedeu sem custo. A apurar.

 

Valdir Carleto