A Câmara optou por 13 x 12 a não dar continuidade ao processo de cassação do prefeito Sebastião Almeida (PT).

Em discurso veemente, o vereador Guti (PSB) disse que todo o processo tinha acabado em pizza. Com direito a música italiana, prováveis assessores do vereador entraram com caixas de pizza no Plenário. O petista Moacir de Souza bateu em uma das caixas e voou pizza para todos os lados, literalmente.

Muitos vereadores não aprovaram a atitude do edil.