Vice-prefeito eleito com 80% dos votos de Guarulhos no segundo turno das eleições de 2016, Alexandre Zeitune, inimigo declarado de Guti, mantém-se calado sobre a denúncia feita pelo jornal O Estado de S. Paulo, que aponta suposto caixa 2 na campanha Guti-Zeitune (.

Combativo, o ‘coprefeito‘, como era chamado por seu companheiro de chapa na época da vitória e quando ainda tinham proximidade, de uns tempos pra cá pouco tem falado sobre qualquer assunto, apenas se reservando a falar nas reuniões da Comissão Especial de Inquérito (CEI)que o investiga na Câmara Municipal ou quando questionado por algum jornal. Em sua página oficial no Facebook, por exemplo, não há mais nada referente ao que fez ou faz no município, a última publicação foi no em 2 de março.

Antes disso, trajou a armadura de opositor e partiu para o combate: apontou irregularidades e denunciou mazelas do governo do qual até então participava. Essa atitude, no entanto, durou pouco tempo, contrariamente ao que prometera quando peitou Guti no fatídico 29 de setembro de 2017, quando a chapa oficialmente rachou.

Será estratégia de campanha? Se for, deu certo. Afinal, o vice sumiu das páginas dos jornais e pouco se comenta sobre suas ações, sejam boas, sejam ruins. Até mesmo a CEI dos áudios perdeu a publicidade que tinha. Na matéria do Estadão seu nome nem apareceu, mesmo tratando-se da campanha da qual participou lado a lado com Guti.

O Click conversou com o vice-prefeito. Zeitune diz estar focado em sua defesa final na CEI que se trata, para ele, de uma grande perseguição política. “Insistem em mante-la mesmo com as partes afirmando que não houve nenhum tipo de extorsão”.

Questionado se após a CEI voltaria a exercer a oposição, no sentido de fiscalizar o governo como vinha fazendo, foi lacônico: “Vou cumprir meu papel de vice-prefeito de Guarulhos”. Sobre o caso publicado na matéria do Estadão, limitou-se a repetir que está focado na CEI e que tratará sobre isso na semana que vem.

Em outras palavras, Zeitune por ora manterá seu silêncio, mas promete voltar à carga em breve. Portanto, fiquemos de olho nos próximos capítulos da emaranhada política de Guarulhos.