Passageiros podem se vacinar contra o sarampo em 12 linhas de metrô e trens a partir desta segunda, 29

Ação é parte da campanha conjunta das Secretarias de Estado da Saúde e dos Transportes Metropolitanos para combater a doença - Foto: Divulgação

Os postos volantes de vacinação da campanha conjunta das Secretarias de Estado da Saúde e dos Transportes Metropolitanos contra o sarampo estarão em 12 linhas de trem e metrô entre está segunda, 29 de julho, e sexta-feira, 2 de agosto, além do Terminal Metropolitano São Mateus da EMTU/SP.

O objetivo é ampliar o número de pessoas imunizadas, especialmente jovens de 15 a 29 anos de idade. A ação conta com o apoio das secretarias municipais da Saúde.

Ao longo da semana, na CPTM haverá imunização em diferentes estações das linhas 7-Rubi, 8-Diamante, 9-Esmeralda, 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira. No caso da Estação Piqueri, na Linha 7, além da tríplice viral, serão aplicadas gratuitamente doses da vacina contra a febre amarela.

No Metrô a vacinação estará disponível nas linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata, além das concedidas 4-Amarela (ViaQuatro) e 5-Lilás (ViaMobilidade). No caso da EMTU/SP, as aplicações da vacina serão no Terminal Metropolitano São Mateus na terça-feira (30), das 10h às 19h.

A programação completa com locais, datas e horários estará disponível nos sites da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) e das empresas, listados ao final do texto. O cronograma será atualizado caso haja alterações.

“Os transportes metropolitanos recebem diariamente aproximadamente 10 milhões de passageiros na Grande São Paulo. Portanto, nossos terminais e estações têm um grande potencial para auxiliar na intensificação de campanhas de saúde como essa. Temos o compromisso de oferecer não apenas transporte de qualidade, mas também outros serviços importantes para a população”, destaca o Secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

Em 2019, até o momento, foram confirmados 484 casos de sarampo no Estado de São Paulo. Desse total, 75% se concentram na capital, com 363 casos.

A vacinação é destinada principalmente a jovens de 15 a 29 anos de idade, considerada a faixa etária mais vulnerável a infecções em razão da menor procura pela segunda dose da vacina. Por isso, a imunização deve ser feita de forma indiscriminada nesse público, ou seja, sem obrigatoriedade de apresentação da carteira vacinal. Quem não está nessa faixa etária deve consultar os profissionais de saúde em cada posto e levar a carteirinha para atualização, se necessário.

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. O Programa Nacional de Imunizações (PNI) prevê administração da tríplice viral aos 12 meses, e um reforço aos 15 meses com a tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela).

Os profissionais de saúde das redes pública e privada também devem estar imunizados, considerando a possibilidade de contato com pessoas infectadas. Há contraindicação para gestantes e imunodeprimidos, como pessoas submetidas a tratamento de leucemia e pacientes oncológicos.

Locais, datas e horários da vacinação podem ser consultados nos sites:

STM: http://www.stm.sp.gov.br/

EMTU: http://www.emtu.sp.gov.br

CPTM: https://www.cptm.sp.gov.br

Metrô: http://www.metro.sp.gov.br/

ViaQuatro: http://www.viaquatro.com.br/

ViaMobilidade: https://www.viamobilidade.com.br/

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Secretaria dos Transportes de SP