Hoje, dia de Santa Mena, encerra-se a Festa da Padroeira

Por Sérgio Scatolin

Em 3 de outubro a Igreja Católica celebra o Dia de Santa Mena. No Brasil, apenas uma paróquia é dedicada a essa santa francesa, que viveu no século IV: a Paróquia de Santa Mena, aqui em Guarulhos, no Jardim Santa Mena.

A Grandiosa Festa de Santa Mena, que faz parte do calendário oficial da cidade, será encerrada a partir das 20 h, com a missa celebrada pelo bispo diocesano de Guarulhos, Dom Edmilson Amador Caetano. Também é o último dia da quermesse, ao lado da igreja matriz, a partir das 19 horas.

A história registra que Mena nasceu em Toulosse, na França, em uma família nobre. Quando adolescente, ela passou a ser muito cortejada, pois era o que se denomina um “belo partido”: jovem, bela, culta e rica, de boa família e com a marca da nobreza. Logo, seu pai cedeu aos dotes oferecidos por outro nobre e prometeu-lhe a mão da filha.

A jovem, por não concordar com o desejo de seus pais em vê-la casada, fugiu de casa, procurou o bispo e pediu-lhe que a consagrasse ao serviço de Deus, mas o prelado recusou-se, por ela ser menor de idade, o que exigiria o consentimento dos pais. Conta-se que, repentinamente, o véu que cobria a cabeça de Mena ergueu-se no ar e, suavemente, desceu e cobriu novamente sua fronte. Dom Memmie, o bispo, diante do prodigioso acontecimento, consagrou Mena à vida religiosa e comunicou seus pais sobre todos os acontecimentos.

Mena voltou à casa paterna e cuidou de seus pais até falecerem e, mais tarde, entrou para a Ordem das Filhas de Deus de Santa Pome. Há registros de que, ainda em vida, Mena obteve de Deus diversos milagres em favor do povo sofrido e necessitado, de quem recebia admiração, em virtude do seu caráter e gratidão pela caridade que praticava.

Mena morreu em um 3 de outubro e foi canonizada pelo Papa Leão IX, em 1036. Em Puzieux, na França, há uma capela onde estão as relíquias (restos mortais preservados) de Santa Mena. Partes dessas relíquias encontram-se em exposição permanente ao lado do altar da Igreja de Santa Mena, em Guarulhos.

A devoção a Santa Mena no Brasil teve início nos anos 80, quando a comunidade do bairro, próximo ao centro de Guarulhos, decidiu construir um templo católico que, a princípio, seria dedicado a Santa Filomena. Ao se interessarem pela história dessa santa, porém, os fiéis deparam-se com a história de uma quase homônima, Mena, e descobriram que não havia no Brasil nenhuma igreja dedicada àquela santa francesa. Por isso, resolveram dedicar-lhe a nova igreja, mais tarde elevada a paróquia da Diocese de Guarulhos.

A Igreja de Santa Mena foi inaugurada em 1981 no bairro que, mais tarde, seria denominado Jardim Santa Mena.

Aos 34 anos de existência, a paróquia tem como pároco o padre Thiago Ramos dos Santos, auxiliado pelo vigário padre Fernando Gonçalves, que sucedem aos padres Conrado, Bosco, João Miasi, José Miguel e Cleber Leandro de Oliveira, que também estiveram à frente dessa comunidade como párocos, e os padres Rodrigo Lovatel e Valdocir Aparecido Raphael, que também serviram na paróquia, além do diácono leigo Luiz Carlos Silva.

Há relatos de graças alcançadas por intercessão de Santa Mena. No Brasil, a partir de narrativas que chegam à paróquia dedicada à santa, no Jardim Santa Mena em Guarulhos, chamam atenção vários casos em favor de mulheres gestantes sob risco e de mulheres que engravidaram após terem restrições definidas pela medicina. O bispo diocesano, Dom Edmilson, em outubro de 2018, ao abençoar as gestantes no encerramento da Festa de Santa Mena, declarou que “é um mistério o porquê de Deus atender à intercessão dessa santa e conceder a graça de gestações seguras a tantas mulheres que engravidaram mesmo após a medicina constatar a impossibilidade orgânica de fertilização ou gestação e de tantas outras com gestações de riscos a si próprias ou aos seus bebês, mas que conseguiram chegar ao final com saúde e segurança e tiveram partos normais para dar à luz crianças saudáveis”.

SERVIÇO:

Grandiosa Festa de Santa Mena

Avenida Suplicy, 197 – Jardim Santa Mena – CEP 07096-000

Tel. (11) 2455-9434 | Cel. (11) 9.7581-3073 (Whats App).

Missa solene hoje, 03/10/19, quinta-feira, às 20 horas, celebrada pelo bispo diocesano, Dom Edmilson Amador Caetano.

Quermesse, a partir das 19 horas, com diversas barracas com comidas típicas, salgados e doces.