Daniel Munduruku participa de evento em celebração das culturas indígenas

Foto: Divulgação

Neste sábado, (19) o Colégio Mater Amabilis une o Evento Cultural e a Festa da Família para celebrar as culturas indígenas – em consonância com o tema proposto pela Unesco deste ano (Ano Internacional das Línguas Indígenas). Estará presente o escritor Daniel Munduruku e mais seis etnias indígenas. O acontecimento tem por objetivo quebrar estereótipos e aproximar os indígenas dos alunos, das famílias e da comunidade de Guarulhos.

Doutor em Educação (USP), pós doutor em linguística (UFScar) e autor de 52 livros, Daniel Mundukuru fará uma palestra aberta ao público com foco na valorização do índio. O agraciado com menção honrosa do prêmio Jabuti conversará depois com os alunos do Ensino Médio para esclarecer questões atuais relacionadas à temática, como a demarcação das terras indígenas.

Além de Mundukuru haverá outras cinco etnias indígenas interagindo com o público por meio de atividades e oficinas. Os povos Kaimbé, Wassu-Cocal e Kariri-Xocó farão uma apresentação de toré, uma dança típica. Em seguida, os presentes serão convidados a juntar-se a eles. Os Guarani Mby’a promoverão oficinas sobre ervas – a história do chá, a relação com os costumes indígenas e suas propriedades medicinais – e contação de histórias. A pintura terá espaço especial: os Pataxó ensinarão os presentes a fazer pintura corporal e os participantes ainda poderão ajudar a construir uma releitura da obra “A Árvore de Todos os Saberes”, do artista plástico indígena Jaider Esbell.

No restaurante da escola, os pratos serão compostos com elementos tradicionais. “Muito do que comemos no dia a dia é indígena” – comenta o professor de biologia, Luiz Antonio Gerardi Junior, que também é coordenador do Serviço de Orientação (SOS Mater). O educador explica que o evento é importante para frisar que a cultura indígena é plural e ainda proporciona que os próprios índios mostrem as suas culturas para pais, alunos e a comunidade; rompendo conceitos do senso comum.

No evento também serão exibidas fotos do Projeto Anhuma, atividade de birdwatching (observação de aves) realizada pelos alunos do Ensino Fundamental II do Colégio Mater Amabilis. O projeto, que ganhou Selo Ambiental de Guarulhos, visa a aproximação dos estudantes com o meio ambiente também o estudo de lendas indígenas relacionadas a esses animais.

Mater Amabilis e culturas indígenas

O Colégio aproveita que Guarulhos tem uma grande diversidade de etnias na cidade para mostrar que essa realidade está próxima aos alunos. Durante este ano, a escola recebeu visitas do povo Kaimbé e, em breve, os estudantes também visitarão a aldeia multiétnica Filhos Dessa Terra.

Além disso, o aprendizado está contido no dia a dia. Os estudantes do Fundamental I utilizam os livros do Daniel Mundukuru como leitura proposta. Assim, a temática é trabalhada desde a tenra idade.

Serviço

Data: 19/10 (sábado)

Horário: Das 10h às 16h

Local: Colégio Mater Amabilis

Endereço:

Entrada gratuita