Coluna do Carleto – 25.10.2019

Trânsito no sentido Centro da avenida Dr. Renato de Andrade Maia - VC Repórter

Elogios e queixas

Finalmente concluído o novo traçado viário naquele enrosco que é a confluência das avenidas Dr. Renato de Andrade Maia e Papa João XXIII, além da rua Carlos Mesquita, que dá acesso do Jardim Paraventi à região do Maia. Como não poderia deixar de ser, enquanto uns comemoram que se botou ordem na bagunça, outros apontam morosidade no trânsito, maior do que era antes.

Afetando até imediações

A lentidão provocada pela instalação dos semáforos chegou até as avenidas paralelas, como a Barber Greene e a Avelino Alves Machado. É provável que, à medida em que os motoristas se acostumem, o trânsito fluirá mais rapidamente. Outros, se puderem, evitarão passar por ali.

Como estava, não dava para ficar

O fato é que, com o volume de tráfego que passa por ali, e a quantidade de pessoas que precisa atravessar naquele trecho, era mesmo preciso tomar uma atitude, pois havia muitas colisões e atropelamentos.

Houve exagero?

Alguns internautas apontam exagero da Prefeitura na instalação de semáforos. Como ali são muitas fases a contemplar, talvez não houvesse outro jeito. Na avenida Otávio Braga de Mesquita, entre Vila Fátima e Monte Carmelo, causa espanto quantos deles foram colocados.

Sinuca de bico

O prefeito Guti cogita mudar de partido, porque seu PSB apanhou nas eleições de 2018 com a pecha de esquerdista, da qual ele prefere se livrar. Um dos prováveis é o Podemos (ou Pode, nome ruim de ser pronunciado, de qualquer jeito), que teve o senador Álvaro Dias (PR) como candidato a presidente da República. Não sei até que ponto numa eleição municipal as pessoas dão importância à linha ideológica do partido. Basta dizer que o vereador Eduardo Barreto, eleito duas vezes pelo PCdoB – Partido Comunista do Brasil, está de mala e cuia de mudança para o PP – Partido Progressista, de Paulo Maluf, Espiridião Amim e outros nomes da ultradireita, pretendendo ser candidato a prefeito em 2020.

Que pesquisas são essas?

Inegavelmente o ex-prefeito Elói Pietá goza de prestígio entre boa faixa do eleitorado, embora não tenha conseguido ir para o segundo turno na eleição municipal de 2016, nem se elegido deputado federal em 2018, na qual foi o mais votado na cidade. Daí, entretanto, a uma página das redes sociais se dispor a publicar resultados de pesquisas apontando-o como favorito, sem citar quais são esses levantamentos, quem e quando os fez, qual o plano amostral, parece mais coisa de torcida.

Duas eleições

Desta vez, Pietá terá de vencer duas eleições: a primeira é obter o direito de ser candidato, já que o domínio do PT está nas mãos do deputado federal Alencar Santana. Se a votação em Guarulhos quiser dizer algo, bastaria comparar quantos votos cada um deles teve na cidade em 2018. Mas, nas questões partidárias isso é fichinha.

PDT no páreo

O presidente local do PDT, Armando Matos, está animado com as perspectivas para o deputado Márcio Nakashima ser o candidato do partido a prefeito. Eles estão analisando qual nome pode somar mais para a chapa como vice, se há chance de coligação ou se é melhor definir por chapa pura.