Novo plano viário na av. Dr. Renato Maia funciona um pouco lento, porém organizado e com fluidez

Avenida Dr. Renato Maia, na altura do cruzamento com a Papa João XXIII - Foto: Alexandre de Paulo/Click Guarulhos

A reportagem do Click Guarulhos esteve, por volta das 14h desta sexta-feira (25), no novo plano viário na confluência da avenida Dr. Renato de Andrade Maia com a avenida Papa João XXIII e rua Carlos Mesquita, no Parque Renato Maia. Apesar das queixas de alguns motoristas, o Click aferiu um tráfego de veículos um pouco mais lento do que o habitual, porém fluindo de forma organizada e racional.
Parado no semáforo e ouvindo a buzina do carro de trás, que não observou que a entrada à esquerda deveria esperar o sinal verde, o guarulhense Wellington, 38 anos, que mora na Vila Fátima, mas trabalha na Vila Rio e por isso passa pelo local com frequência, avalia que “tudo é uma questão de adaptação, pois anteriormente não havia semáforo e por isso os motoristas, vindo de qual lado fosse, iam entrando e se encaixando, sem respeitar a preferencial”.
Agora, com vários semáforos funcionando de maneira sincronizada, tanto para quem pretende ir no sentido do Bosque Maia, quando Jardim Santa Clara, Jardim Pinhal, ou Paraventi, é só respeitar a vez e avançar o sinal apenas quando o farol estiver verde.

Há alguns meses, o Click Guarulhos produziu um vídeo, veiculado no Facebook, apontando as dificuldades dos pedestres para atravessar e a confusão entre os veículos, pois a sinalização estava apagada e não ficava claro de quem era a preferência.

Trânsito fluindo de forma organizada na nova rotatória – Imagens: Alexandre de Paulo/Click Guarulhos

Efeitos colaterais

As queixas foram de que, nessa fase de adaptação, filas maiores se formaram. No sentido do Jardim Paraventi para o Centro, a lentidão chegou à avenida Barber Greene e à avenida Avelino Alves Machado. (fotos enviadas pelo internauta Vladimir Toledo Piza).

Trânsito complicou no fim da tarde

Segundo a moradora Osfaya Yassine, que reside há 24 anos na altura do número 1.000 da av. Dr. Renato de Andrade Maia, “por conta dos semáforos que começaram a funcionar hoje a região ficou um caos. Pela primeira vez em 24 anos (tempo que moro aqui) nunca vi o trânsito parado, desde o Minuto Pão de Açúcar até o Hospital e Maternidade Jesus, José e Maria. Nem quando teve a greve dos combustíveis (caminhoneiros) foi assim. Hoje eu não conseguia sair da garagem”, disse ela, indignada.

Ainda segundo a moradora, por volta das 17h a engenharia de trânsito resolveu desligar os semáforos. “Desligaram por volta das 17h. Só ai o trânsito voltou a fluir. Tirei fotos, nos dois sentidos, tanto para o Centro quanto para o bairro, às 16h”, completou.

Congestionamento no sentido bairro-Centro:

Abaixo no sentido contrário (bairro-Centro)

Trânsito no sentido Centro-bairro da avenida Dr. Renato de Andrade Maia – VC Repórter

*Texto atualizado às 19h desta sexta-feira, 25