Mais um misterioso caso de desaparecimento

Cléber Juventino Aparecido e Mariza dos Anjos estavam namorando há quatro meses e já haviam ficado noivos, para surpresa da família.

O programa “Cidade Alerta”, da TV Record, vem acompanhando o caso desde que a família dela pediu ajuda para obter informações sobre seu paradeiro.

Residente na Zona Norte de São Paulo, ela tem 34 anos e um filho de dez anos e vinha trabalhando como recepcionista no bairro do Jaçanã.

Cléber reside em Guarulhos e já trabalhou como segurança na boate La Honda, no início da avenida Guarulhos, Centro da cidade.

Foi lá onde Mariza foi vista pela última vez, no dia 10 de fevereiro, segundo uma testemunha. Depois de buscá-la no trabalho, como fazia diariamente, ele esteve com ela na casa noturna, onde teriam apenas tomado um drinque.

A testemunha diz que pouco tempo que os dois saíram ele retornou à boate, na condição de frequentador, falando insistentemente ao telefone.

Desde então, ele também não foi mais visto e, a julgar por outros depoimentos que o programa de TV obteve, a família dela está muito preocupada, pois há relatos de comportamento violento e até de que ele estaria envolvido ou seria autor de homicídios.

A repórter Luíza Zanchetta chegou a percorrer um trecho de mata na região do Cabuçu, em Guarulhos, onde supostamente corpos poderiam ter sido desovados, de acordo com pessoas que forneceram informações, mas tiveram seus nomes omitidos.

A Polícia está à procura de Cléber e de pistas que levem a encontrar Mariza. Uma tia dela, participando do programa de TV, apelou a ele que devolva a noiva à família e disse ter esperança de que ela esteja viva e bem, apesar de que, pelo apego que sempre teve com o filho, acharem muito difícil que ela, por vontade própria, ficasse tanto tempo sem contato com o menino.