Guti reafirma necessidade de isolamento social

 

Em transmissão ao vivo (live) no início desta noite de domingo (29), o prefeito Guti reafirmou a necessidade de seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde, do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta; e do secretário municipal, José Mário Clemente, de fazer o máximo possível de isolamento social.

Citou casos de outros lugares do mundo, como em Milão, Itália, isso foi negligenciado e depois se viu que foi uma atitude errada liberar as pessoas para manter a economia funcionando. O prefeito de Milão, Giuseppe Sala, veio a público pedir desculpas por ter ajudado a propagar a campanha pela abertura do comércio.

Guti apelou para que as pessoas que tenham apenas um ou outro sintoma não devam ir ao Centro de Controle do Coronavírus no Parque Cecap, pois os testes disponíveis ainda são poucos e só podem ser feitos nas pessoas que aparentem gravidade. Após a primeira triagem, quando é medida a temperatura e são feitas perguntas, as pessoas são liberadas ou encaminhadas para fazer o teste; os casos mais graves são encaminhados para tratamento ou hospitalização. Das 700 pessoas atendidas na sexta e no sábado, apenas dez tiveram de ser encaminhadas para hospital.

O prefeito voltou a citar os números disponíveis relativos a Guarulhos, que ainda são os mesmos de sábado, pois não saíram novos boletins no domingo: 1.164 casos totais, três mortes, 23 casos confirmados e 1023 dependendo do resultado de exames, que, por enquanto, estão demorando 20 dias no Instituto Adolfo Lutz. A partir desta semana, outros laboratórios, da rede Dasa, estarão credenciados a elaborar os exames.