Fácil STMU fez mais de 10 mil atendimentos online desde o início da pandemia

 

Desde o início da pandemia do coronavírus, em março do ano passado, o Fácil Transportes e Mobilidade Urbana (STMU) já realizou remotamente 10.478 atendimentos de diversos serviços, incluindo site, e-mail e também via WhatsApp até a terça-feira (5). Todos os benefícios que necessitam da presença do munícipe, como a renovação do Cartão do Idoso, foram prorrogados automaticamente em sua validade.

A Prefeitura de Guarulhos orienta a aqueles que precisam fazer algum tipo de solicitação no Fácil STMU a procurar os serviços disponíveis pela internet (https://www.guarulhos.sp.gov.br/categories/transportes-e-mobilidade-urbana), que se mostraram ágeis e eficientes desde o início da pandemia. 

Informações dos serviços também podem ser obtidas pelo WhatsApp (11) 94116-5843 ou pelo e-mail faciltransportes@guarulhos.sp.gov.br. De acordo com o STMU, principalmente pelo WhatsApp são recebidos questionamentos diários, a maioria esclarecida sem que haja necessidade de nenhum outro tipo de ação.

O que segue disponível

Entre os serviços disponíveis para o cidadão estão editais de publicações das notificações de autuação e penalidades por não indicação de condutor referentes a infrações de trânsito. O interessado pode pesquisar o mês e o dia da postagem dessas notificações. Cada auto de infração lavrado é citado, com as respectivas placas, instruções para a entrada de recursos e os prazos. Em caso de dúvida, informações também podem ser obtidas pelo telefone 2402-6218.

Outra possibilidade é consultar todas as infrações de um veículo informando a placa e o Renavam. Aparecerão as infrações em aberto e é possível emitir segundas vias, verificar pagamentos efetuados e consultar as imagens que deram origem à infração (caso estejam disponíveis). Para acessar o site clique em https://bit.ly/multasgru.

Nesse link também é possível indicar quem foi o real condutor do veículo, caso alguma infração não tenha sido cometida pelo proprietário. Para isso, é preciso colher a assinatura do real condutor e do proprietário. O formulário faz parte do auto de infração. Caso não tenha recebido o auto de infração, é possível imprimi-lo por meio desse link. Deve-se imprimir, os dois devem assinar e o papel deve ser escaneado. Em seguida, escanear as CNHs dos dois e enviar todas as imagens por intermédio do link acima. Um número de protocolo é fornecido eletronicamente no mesmo ato.

Se o interessado preferir, pode enviar os documentos indicando o real condutor pelo Correio para o Fácil STMU – alameda dos Lírios, 303, Parque Cecap, cep 07190-012. O atendimento presencial está suspenso em virtude da pandemia, mas as correspondências são entregues e as providências são tomadas da mesma forma.

Na hipótese de ser impossível colher a assinatura do real infrator, por exemplo no caso de o veículo ter sido vendido e o novo dono não ser localizado, é possível indicar o real condutor, mas para isso exige-se que haja um documento no qual o novo proprietário assuma a responsabilidade pelas multas e respectivos pontos após a venda. A rigor, quando o documento de transferência é assinado em cartório e as firmas reconhecidas, o Detran deve ser automaticamente informado e as multas já passariam a ir par ao novo dono do carro. Durante a pandemia, entretanto, sabe-se de casos em que o Detran não registrou as transferências de propriedade do veículo. Neste link é possível verificar se a transferência foi registrada pelo Detran e também dá para informar ao órgão estadual de trânsito a data em que a transferência foi registrada em cartório de notas. Porém, para chegar ao serviço de acompanhamento e de notificação de venda do veículo é preciso cadastrar-se no site do Detran.sp

Inclui informações de Vicente de Aquino e pesquisa da Redação do Click Guarulhos
Foto: Divulgação/PMG