Veja como será a vacinação contra covid em Guarulhos

 

Guarulhos seguirá o plano estadual de imunização contra a Covid-19 e se prepara para instalar grandes polos simultâneos de vacinação na cidade. Na quinta-feira (7) foi a vez de discutir a estratégia para vacinar a população indígena mapeada no município. Para tanto, o coordenador da Atenção Primária em Saúde, Paulo Alexandre de Moraes, e lideranças das etnias Pankararu, Xukuru, Kaimbé, Pankararé, Tupi e Jeripancó discutiram em conjunto com a equipe técnica a melhor forma para a administração das doses nesse público-alvo, em reunião realizada à tarde no auditório da Secretaria Municipal da Saúde.

No encontro, que também contou com a participação da diretora de Assistência Integral à Saúde, Elisângela Arantes de Souza,  ficou decidido que esse público será imunizado nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de referência à população indígena, bem como na aldeia localizada na região do Cabuçu. A estratégia programada pela Pasta da Saúde ainda prevê a vacinação em suas próprias casas dos pacientes acamados e restritos ao domicílio pelas equipes das UBS.

No entanto, todo esse planejamento vai depender do quantitativo de doses a ser destinado a Guarulhos, que é o segundo maior município de São Paulo, com 1,4 milhão de habitantes. Cerca de 297 mil seringas e agulhas específicas para vacinação contra a Covid-19 já foram encaminhadas pelo Governo do Estado e estão em estoque.

O Plano Estadual de Imunização prevê o início da vacinação contra a Covid-19 obedecendo a este calendário:
*25 de janeiro: para trabalhadores de saúde, indígenas e quilombolas (segunda dose em 15 de fevereiro).
*8 de fevereiro: idosos com 75 anos ou mais (segunda dose em 1º de março)
*15 de fevereiro: idosos de 70 a 74 anos (segunda dose em 8 de março)
*22 de fevereiro: idosos de 65 a 69 anos (segunda dose em 15 de março)
*1º de março: idosos de 60 a 64 anos (segunda dose em 22 de março)