Ouvidoria do MPSP já recebeu mais de 100 relatos de “fura-fila” da vacina

Vacina, vacinação,seringa, covid 19
 

Levantamento realizado pela Ouvidoria do MPSP mostrou que, até a última terça-feira (26/1), mais de 100 reclamações sobre casos de “fura-fila” na aplicação de vacinação contra a covid-19 no Estado. Os relatos vêm sendo analisados e encaminhados às respectivas Promotorias de Justiça, visando à responsabilização dos infratores.
Ao impedir a proteção dos grupos mais vulneráveis da sociedade, a conduta é prejudicial à saúde pública e pode configurar ilícito penal e ato de improbidade administrativa.

Já foram comunicadas sobre casos de “fura-fila” da vacina as Promotorias de Justiça da Capital (Saúde Pública), de Águas de Lindoia, Amparo, Andradina, Araçatuba, Araraquara, Araras, Bauru, Botucatu, Bragança Paulista, Campinas, Diadema, Duartina, Ferraz de Vasconcelos, Guaratinguetá, Guarulhos, Jacareí, José Bonifácio, Lins, Lucélia, Mauá, Mogi Mirim, Monte Alto, Osvaldo Cruz, Ourinhos, Porto Feliz, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santa Bárbara D´Oeste, Santana de Parnaíba, Suzano, Urupês, Vargem Grande do Sul e Votuporanga.

Eventuais denúncias sobre “fura-fila” no Estado de São Paulo podem ser apresentadas por meio do Atendimento ao Cidadão e da Ouvidoria do Ministério Público de São Paulo, preenchendo, com a máxima clareza e detalhes, o formulário disponível neste endereço.