CDHU parcela dívida de mais de 46 mil mutuários inadimplentes

O governador Geraldo Alckmin durante entrega de 368 Unidades Habitacionais construídas pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) para famílias de baixa renda. DATA: 28/12/2013 LOCAL: Osasco/SP FOTO: EDSON LOPES JR/A2 FOTOGRAFIA
 

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Habitação, enviou à casa de 46.867 mutuários com três ou mais prestações em atraso uma carta oferecendo proposta de acordo para parcelamento da dívida até o final do contrato de financiamento.

No total, os valores a serem renegociados pela companhia atingem R﹩ 153,7 milhões, que serão reinvestidos na construção de mais moradias populares. Na Grande São Paulo, 5.295 mutuários estão inadimplentes.

Pela proposta enviada, cada um dos mutuários inadimplentes recebe em sua casa um boleto personalizado, já calculado o valor da entrada que corresponde a no mínimo 10% de toda a dívida, com data de pagamento para 22 de fevereiro. O mutuário também é informado na carta qual será o valor mensal das prestações futuras do acordo. Depois de efetuar o pagamento desta parcela de entrada, o mutuário receberá um novo carnê, cujas prestações já vão incluir os valores atrasados acordados.

“Esta é mais uma excelente oportunidade que a CDHU está oferecendo aos mutuários para regularizarem seus débitos sem nenhuma burocracia, recebendo as informações por meio de carta em suas residências”, afirma o secretário de Estado da Habitação Flavio Amary. “É importante estar em dia com a CDHU para o mutuário preservar seu maior bem, a sua casa própria”, explica.

Para mais informações, acesse o site da CDHU (www.cdhu.sp.gov.br) ou ligue para o Alô CDHU (0800 000 2348).