DAEE-SP inicia a segunda etapa da canalização do rio Baquirivu-Guaçu

 

O DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) investe R$ 64,5 milhões em obras e serviços de canalização do rio Baquirivu-Guaçu, num trecho de 3 quilômetros, que compreende  as alças de acesso ao Aeroporto de Cumbica, através das Rodovias Hélio Smidt à Avenida Natália Zarif,  e a foz do córrego Cachoeirinha, no município de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo.  
O contrato celebrado com o Consórcio Baqui – II, que tem prazo de 18 meses para execução, a partir da LI (Licença de Instalação) número 2670, emitida em 26 de fevereiro, aguarda a emissão da Ordem de Serviço para início da obra, que tem
previsão de execução em Março de 2021. A canalização do rio Baquirivu-Guaçu visa combater os constantes transbordamentos, garantindo expressiva melhora no trecho de influência do Aeroporto e da Av. Jamil João Zarif.
“O novo canal terá perfil retangular, com 21 metros de largura e 4 metros de profundidade, o que permitirá uma vazão de 300 mil litros por segundo na altura da foz com o rio Tietê.”, explica o Superintendente do DAEE, Francisco Eduardo Loducca.
A primeira etapa dos serviços realizados pelo Departamento no Rio Baquirivu-Guaçu foi concluída no segundo semestre de 2019 com a canalização de 2,7 quilômetros do canal, entre a foz do rio com o Tietê e a av. Natália Zarif, próximo ao Parque Cecap, também em Guarulhos.