quinta-feira, 24 de junho de 2021
InícioECONOMIAAdvogada explica a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

Advogada explica a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

Um dos temas mais comentados do momento, a Lei Geral de Proteção de Dados gera muitas dúvidas. Para esclarecer a respeito, a Weekend ouviu a advogada Cláudia Inaba, cujo escritório especializou-se nessa área.

Qual o principal objetivo da LGPD?

Fazer com que todos os negócios reforcem a segurança dos dados dos seus colaboradores e clientes e promover políticas mais transparentes sobre o uso, coleta e o armazenamento deles.

As empresas precisam ter um setor exclusivo para LGPD?

Não. O ideal é que todos os setores participem, para que a cultura da LGPD seja implantada na empresa. A melhor forma de executar isso é formando um comitê, com uma pessoa de cada departamento, para que assim todas as equipes estejam alinhadas.

Quais as consequências de não estar em conformidade com a LGPD?

A empresa poderá sofrer penalidades administrativas e judiciais, ajuizamento de ações indenizatórias em benefício dos titulares, crises financeiras e reputacionais, exigência de conformidade por parte dos clientes, fornecedores e parceiros.

Quais as sanções previstas na LGPD?

A primeira é a advertência formal da ANPD (Agência Nacional de Proteção de Dados) para que a empresa corrija as infrações dentro de um prazo determinado. A partir daí, pode ser lavrada multa simples de até 2% do faturamento da empresa em seu último exercício (haverá um teto para essa multa, no valor de R$ 50 milhões por infração); multa diária também de até R$ 50 milhões por infração; divulgação da infração; bloqueio dos dados pessoais; eliminação de dados pessoais; e a proibição parcial ou total do exercício de atividades relacionadas a tratamento de dados, o que pode culminar no encerramento da atividade empresarial.

Por que não se adequar à LGPD significa prejuízo a longo prazo?

Os prejuízos são financeiros em caso de aplicação de multas, prejuízos à imagem, quando um incidente de segurança é publicizado e, finalmente, pode haver lucros cessantes, na medida em que a empresa poderá perder a chance de prestar serviços ou firmar parcerias com aquelas que já fizeram a adequação. Isto porque, como existe troca de dados entre si, quem se adaptou optará por aquela que também passou pelo mesmo processo.

Serviço:

Cras Advocacia
Av. Guarulhos, 1232 – V. Augusta
Tel.: (11) 2421-0014
WhatsApp: (11) 96399-3698
E-mail: contato@crasadvocacia.com.br
Instagram: @crasadvocacia
Facebook: crasadv
OAB/SP 17790

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,372SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

População idosa é prioridade para o Governo de SP

A população brasileira está envelhecendo e a tendência é de um aumento exponencial. Diante disso, o Governo do Estado de São Paulo, por meio...

Covid-19: ministério viabiliza vacinação contínua para indígenas

O Brasil poderá ter uma campanha de vacinação permanente contra a covid-19 para povos indígenas. A afirmação foi feita pelo secretário especial de Saúde...

Brasil tem quase 250 mil mortes por Covid desde março e diminui distância para...

Com o avanço da vacinação nos Estados Unidos e a proliferação das variantes gama e delta no Brasil e na Índia, respectivamente, esses dois países se aproximam cada vez...

Fazenda cassa inscrição estadual de 3,4 mil contribuintes por inatividade presumida

A Secretaria da Fazenda cassou a inscrição estadual de 3.422 contribuintes paulistas do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) por inatividade...

Projeto de ex-alunos da USP traz oportunidade para quem saiu da prisão

O processo seletivo de novos bolsistas do projeto Nova Rota para o segundo semestre está aberto até 30 de junho. As inscrições começaram no...