quarta-feira, 28 julho 2021
InícioCIDADANIAEscolas estaduais terão produtos de higiene menstrual para alunas

Escolas estaduais terão produtos de higiene menstrual para alunas

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) anunciou o programa Dignidade Íntima, que vai investir mais de R$ 30 milhões para compra de produtos de higiene menstrual para as escolas da rede estadual. A verba será disponibilizada por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE-SP), com o objetivo de beneficiar principalmente estudantes em situação de vulnerabilidade econômica e social.  

“As professoras e diretoras sabem quem precisa ou não precisa de absorventes. E as que precisam, agora terão”, disse o governador João Doria.

”As alunas perdem até 45 dias de aula por causa do período menstrual. É um tema que precisa ser tratado com todo o cuidado para que essas alunas não sejam expostas”, destacou o secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares. 

A rede estadual conta com 1,6 milhão de alunas. Dessas, 1,3 milhão estão em idade menstrual, entre 10 e 18 anos. Mais de 500 mil possuem cadastro no CadÚnico e mais de 290 mil são beneficiárias do programa Bolsa Família, todas em situação de vulnerabilidade.

Os protocolos de distribuição irão garantir privacidade e cuidado, criando múltiplos canais de atendimento para as estudantes. A partir de julho deste ano, serão realizadas formações pela Seduc-SP para orientar as equipes escolares.  

“Esse assunto não era desconhecido para professores e professoras, diretores e diretoras, que entenderam que você distribuir absorvente era uma forma muito efetiva de combater um problema grande que a gente tem que é a falta às aulas, que é a própria evasão, o abandono escolar”, declarou a deputada federal Tabata Amaral, que participou do evento de lançamento. 

Sobre o PDDE-SP  

O Programa Dinheiro Direto na Escola disponibiliza às escolas estaduais recursos financeiros de forma facilitada e menos burocrática. Os repasses são feitos diretamente às Associações de Pais e Mestres (APM) das unidades, para que efetuem pequenas reformas, manutenções emergenciais e adquiram equipamentos de forma mais ágil, contribuindo para a melhoria do ambiente escolar e do ensino. Com a autonomia de escolher o destino e onde será aplicado o dinheiro, as escolas conseguem suprir as suas necessidades mais pontuais e relevantes para a comunidade escolar. 

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,402SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Guarulhos contrata empresa para monitorar os créditos do Bilhete Único

A prefeitura publicou no Diário Oficial da última sexta-feira, 23/7, a contratação da empresa Stella & Farias para fazer os serviços de monitoramento...

Medida provisória que cria Ministério do Trabalho é publicada no DOU

Foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (28) a medida provisória (MP) que cria o Ministério do Trabalho e da Previdência. A MP prevê...

STF mantém condenação do ex-governador do Rio Wilson Witzel

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, rejeitou o pedido ajuizado pelo ex-governador do Rio Wilson Witzel e manteve o resultado...

GCM participa de perseguição na Dutra e impede sequestro-relâmpago

Uma perseguição pela rodovia Presidente Dutra, que contou com a participação de agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarulhos e da Polícia Militar,...

Confira a segunda chamada do Vestibular para os cursos das Fatecs do segundo semestre

As Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) divulgam nesta segunda-feira (26), a partir das 15 horas, a lista do processo seletivo para o segundo...