terça-feira, 3 agosto 2021
InícioCIDADESaberes em Casa constrói vínculos entre professores e alunos no processo de...

Saberes em Casa constrói vínculos entre professores e alunos no processo de alfabetização

O Programa Saberes em Casa, por meio do quadro Além das Letras, propõe atividades planejadas a fim de favorecer o processo de alfabetização dos educandos de Guarulhos. As propostas primam pela construção do conhecimento, pelo desenvolvimento da criatividade, do pensar, fazer e agir e são complementares às práticas pedagógicas promovidas pelos educadores da rede municipal de ensino. Visam ainda, a proporcionar a aprendizagem por meio de histórias, parlendas, ilustrações, jogos, trava-línguas e brincadeiras, entre outras atividades.

Neste ano de 2021 o bloco Além das Letras é apresentado pela professora Talita Brito, que no primeiro semestre contou ainda com a apresentação da também professora Raquel Pereira. “Tudo é pensado com base nos eixos da Proposta Curricular – Quadro de Saberes Necessários 2019 do Ensino Fundamental, o que proporciona momentos de aprendizagem na concepção do letramento e do protagonismo dos educandos. Uma das principais preocupações é incentivar a pesquisa, a investigação, sempre permeado pelo lúdico e pelos gêneros textuais e orais”, explica Talita.

A equipe do Programa Saberes em Casa planeja e envia roteiros de estudos aos educadores da rede municipal, que orientam as famílias para que incentivem as crianças na participação e realização das atividades. “O programa proporciona ao educando conhecimentos para que ele tenha o seu direito de ler, escrever, se posicionar e se expressar”, reforça Talita.

Desenvolvimento e aprendizagem

Além disso, em cada etapa de ensino, o incentivo das famílias impacta positivamente a vida escolar das crianças. Elaine Moreira Oliveira, mãe da aluna Esther Moreira Oliveira, de sete anos, ressalta que o ensino online é desafiador, principalmente no início da alfabetização, mas acompanhar e incentivar a criança faz toda a diferença nesse processo. 

“Desde 2020 o Programa Saberes em Casa tem desenvolvido a leitura e a escrita. Contamos com todo o apoio e a dedicação dos professores, que têm estado muito próximos de nós e incentivado bastante no aprendizado. Ela (Esther) tem conseguido pegar bem as atividades, desenvolver tudo que está sendo pedido com o programa e manter a motivação, principalmente com as atividades mais práticas. Hoje a vemos lendo bem e desenvolvendo frases, o que nos enche de orgulho”, destaca Elaine Oliveira.

O Programa Saberes em Casa permite que as crianças aprendam de forma lúdica por meio de dramatizações, brincadeiras, investigações e glossários bilíngues, como o bloco específico Libras em Casa, citado por Esther. “Eu gosto do momento quando as professoras Talita e Raquel contam histórias, trava-línguas e quando tem quiz. Adoro também os episódios específicos de Libras com o professor Rafael”, conta a aluna do 2º ano, matriculada na EPG Deucélia Adegas Pera.

Para Elaine, o estudo de Libras ajuda no entendimento e na interpretação das palavras através dos sinais de cada uma delas. “Esse espaço é bem interessante para a criança, pois ela aprende uma nova língua e consegue se desenvolver, o que ajuda tanto na parte da inclusão quanto no próprio desenvolvimento estudantil”, ressalta a mãe sobre a importância dessa comunicação.

Importância dos vínculos

A professora Célia Regina da Silva, que acompanha a aluna Esther, falou sobre os avanços alcançados no processo de alfabetização e a importância dos vínculos com os educandos, mesmo que de forma remota. “Sinto-me realizada e feliz por saber que tudo aquilo que tenho planejado e realizado traz benefícios para a alfabetização dos meus alunos e alunas, que estão no ensino remoto. Para mim tem sido um grande incentivo receber o retorno do trabalho pedagógico que estamos desenvolvendo. Isso tem me motivado a continuar, pois sei que está sendo fundamental no aprendizado das crianças, mesmo que estejamos distantes fisicamente. Manter o vínculo com os alunos contribui significativamente para o avanço da alfabetização”, conta Célia, professora há nove anos na rede de ensino de Guarulhos.

A Secretaria de Educação, no que diz respeito à alfabetização e ao letramento, promove ações formativas aos educadores da rede por meio do Programa Leia (Leitura, Emancipação, Interação e Alfabetização), conferências virtuais com especialistas da área, entre outras, além dos episódios do Podcast Vozes da Rede, que valorizam as experiências e saberes dos profissionais para uma educação de qualidade no município.

Para saber mais acesse https://portaleducacao.guarulhos.sp.gov.br/siseduc/portal/site/detalhar/conteudo/5185/.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,413SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Em madrugada gelada, Metrô de SP recebe cerca 50 moradores de rua em abrigo...

Cerca de 50 moradores em situação de rua se abrigaram na estação de Metrô Dom Pedro 2º, no centro de São Paulo, na madrugada...

Climatempo esclarece o que é fake ou não sobre a onda de frio nesta...

Nos próximos dias, uma intensa massa de ar frio de origem polar chegará ao Brasil e irá derrubar as temperaturas em várias localidades. No...

Guarulhos vacinou mais de 330 mil pessoas contra a gripe e doses estão no...

A Prefeitura de Guarulhos já imunizou 330.503 pessoas contra a gripe, de acordo com a prévia da 23ª campanha, atualizada na última quinta-feira (22).  Com a...

Incidente no Pet Park Bartolomeu de Carlos chama atenção para vários problemas

Na sexta-feira, dia 23, vários tutores estavam com seus cães no Pet Park Bartolomeu de Carlos, próximo ao Parque Maia Shopping, em clima absolutamente...

Museu da Língua Portuguesa é reinaugurado quase seis anos após incêndio

O Museu da Língua Portuguesa foi oficialmente reinaugurado neste sábado (31), seis anos depois de um incêndio em 2015 que destruiu parte do prédio. Um dos...