quarta-feira, 6 julho 2022
PUBLICIDADE
InícioCIDADEParthenon Vila Augusta promove Festival Literário Virtual em setembro

Parthenon Vila Augusta promove Festival Literário Virtual em setembro

 



O Colégio Parthenon Vila Augusta irá promover de 13 a 18 de setembro o Flipar 2021 – Festival Literário Parthenon “Entre janelas”, desta vez em formato virtual, devido à pandemia.

O evento contará com a participação de 21 escritores renomados, lançados por diversas editoras. Alguns deles terão encontros virtuais com os alunos, outros atuarão em rodas de conversas e mesas de debates.

O Flipar é aberto e gratuito ao público, mediante inscrição prévia por este link (vagas limitadas).

A transmissão será pelo YouTube em acesso enviado para os inscritos e ficará disponível posteriormente nos canais do Colégio Parthenon Vila Augusta.

Confira quais os autores participantes e de qual forma estarão presentes:
(ordem alfabética)

Alexandre Rampazo

Participações:

  • Mesa “Narrativas visuais” no dia 15/09 às 19h (Convite aberto para comunidade escolar).
  • Encontro com os alunos no dia 16/09 às 10h30 (Convite para Educação infantil e    Fundamental I).

Escritor e ilustrador, é formado em design, foi diretor de arte, é autor de livros ilustrados e artista gráfico. Escreveu e ilustrou: O que é que isso é?; Imensamente pequeno; Eustáquio, o mágico magnífico; Um belo lugar; Pinóquio – O livro das pequenas verdades; A história do pássaro e o realejo; Se eu abrir esta porta agora… ; Aqui, bem perto; A cor de Coraline; Este é o Lobo entre outros. Ilustrou também textos de outros autores e tem por volta de 70 livros editados. No Prêmio Jabuti já teve obras finalistas por 9 vezes e 3 livros vencedores. Recebeu o Prêmio Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil em 5 oportunidades.





André Neves

Participações:Encontro com os alunos no dia 13/09 às 10h30 (Convite para Educação infantil e    Fundamental I). 

Mesa “Narrativas visuais no dia 15/09 às 19h (Convite aberto para comunidade escolar).

É formado em comunicação social. Sua paixão pela literatura o levou a explorar o universo da imagem narrativa nos livros para a infância. No Brasil, ganhou prêmios importantes: Prêmio Luís Jardim, melhor livro de imagem 2003, Prêmio Jabuti 2004, 2010, Prêmio Açorianos de literatura 2005, 2006 e 2008. No exterior recebeu o Prêmio Especial do Júri no concurso Lucca Comics e Games, na cidade de Lucca, Itália, em 2007. Também participou de mostras e exposições de ilustração no Brasil e no exterior.






Andréa Avelar



Participação: Encontro no dia 16/09 às 19h.
Evento: Mesa “A língua como morada” – Tema: conquista da língua como ferramenta para o exercício cidadão e inclusão social. Serão enfatizadas narrativas reais e fictícias de refugiados e estrangeiros em nosso país. A escritora Andréa Avelar lançará seu livro O quintal de Aladim, Editora Paulus.

É graduada em comunicação social. Especializada em produção cultural para a infância e pós-graduanda em gramática e texto. Escritora, poetisa, compositora e roteirista, é autora de vários livros, já visitou dezenas de escolas para conhecer e conversar com os seus leitores.

Cristiano Gouveia

Participação: Encontros nos dias 14/09, às 10h30, com “Vermelho de dar dor” para Educação infantil; e no dia 15/09 às 15h, “Sete cordéis para sete cantigas”, para o fundamental I. Participará da mesa com o tema Literatura de Cordel, no dia 17/09, às 19h.

Ator, músico, diretor musical, escritor e contador de histórias, atuou no programa Quintal da Cultura, da TV Cultura, como o personagem Teobaldo. Integrante do Coletivo Jacaré na Porta, grupo de pesquisa e criação de literatura infantojuvenil.  Criador do canal do YouTube Um Canto que Conta, com histórias cantadas, cordéis e  cantigas. Autor dos livros Vermelho de dar dó, em parceria com a ilustradora portuguesa Sónia Borges; Jovens Sambistas, ilustrado por Tatiana Móes; Sete Cordéis para Sete Cantigas (livro escrito e ilustrado por Cristiano, contemplado pelo edital Proac 2019 de Literatura Infantojuvenil) e do livro Um Mistério para Januária, em parceria com a jornalista Karina Almeida (livro contemplado no Prêmio de Incentivo à Publicação Literária – 200 anos de Independência). Em 2017 lançou o CD Lili Canta o Mundo, com poesias de  Mario Quintana musicadas por Cristiano e pela compositora mineira Irene Bertachini.

Daniela Padilha

Participação: Terça-Feira (14/09) às 19h: Mesa “Linguagens, arte e cidadania”

Fundadora e editora da Jujuba, é formada em letras, com especialização em escutas antropológicas das infâncias. Fundadora e editora da Jujuba, uma casa editorial especializada em literatura infantil. Com diversos prêmios, em 2019 foi a editora convidada pela Feira do Livro de Bologna para representar o Brasil. No mesmo ano, lançou a Literatura de Colo, coleção dedicada à primeiríssima infância, com livros que consideram o bebê como leitor.

Eliandro Rocha

Participação: Encontro com a Educação Infantil, 1º anos e 2º anos do fundamental I.                             Sexta (17/09) às 15h

Escritor e formador de leitores, teve obras publicadas na China, Coreia e Malta. Recebeu o Prêmio Sylvia Orthof, concedido pela Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, com a obra “Roupa de brincar”, da Editora Pulo do Gato.

Participará do Flipar para conversas literárias com alunos da Educação Infantil e lançará os livros “Quantas rodas tem uma bicicleta?”, Editora Casa do Lobo ,  “Passa, Passará”, Editora Paulinas e  “Meu cachorro sumiu!”, Editora Ciranda Cultural. Para Eliandro, livro não é presente: livro é futuro.



Gabriela Romeu

Participação: Abertura do Flipar – Mesa do dia 13/09, às 19h.

Jornalista, documentarista e escritora especializada em produção cultural para a infância. Durante 20 anos escreveu para o jornal Folha de S.Paulo, em que editou o caderno Folhinha, coordenou o projeto Mapa do Brincar (Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo) e dedicou-se a escrever sobre o que se produz nas áreas de literatura, cinema e teatro para a infância. Há 15 anos atua na crítica de teatro infantil para o Guia da Folha e integra júris de prêmios como a APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), além de diversas comissões de avaliação ligadas às artes para a infância. É autora de livros que criam pontes entre diferentes realidades infantis, como Terra de Cabinha (Peirópolis), Tutu-moringa, história que tataravó contou (Companhia das Letrinhas), Álbum de família – Aventuranças, memórias e efabulações da trupe familiar Carroça de Mamulengos (Peirópolis), Menininho (Panda Books, no prelo) e Lá no meu quintal (Peirópolis), entre outros.




Gustavo Piqueira

Participações:

  • Encontro com os alunos no dia 17/09 às 10h (para o Fundamental II e Ensino Médio). 
  • Mesa “Narrativas visuais” no dia 15/09 às 19h (convite aberto para a comunidade escolar).

Tem mais de 40 livros publicados, nos quais mistura livremente texto e imagem, ficção e não ficção, design, história e tudo mais que encontrar pelo caminho. À frente de sua Casa Rex, é um dos mais premiados designers gráficos do Brasil, com mais de 500 prêmios recebidos. Destaque para os livros “A Odisseia de Homero segundo João Vítor”, Editora Biruta, e “Lord Crepton”, Editora Pulo do Gato, ambos adotados no Colégio Parthenon Vila Augusta.




João Anzanello Carrascoza



Participação: Abertura do evento: 13/09 às 19h.


Autor de “Trilogia do Adeus”, “Aos 7 e aos 40”, “Elegia do irmão” e “Aquela água toda”, entre outros livros, traduzidos para diversos idiomas. Recebeu os prêmios Jabuti, APCA, Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, Fundação Biblioteca Nacional e os internacionais Guimarães Rosa e White Ravens.



Josca Ailine Baroukh e Lucila Silva de Almeida

Participação: Bate-papo com os alunos da educação infantil, 13/09 às 10h.

Josca é mestre pela Faculdade de Educação da USP, graduada em psicologia pela USP, com especialização para professores de educação infantil e ensino fundamental no espaço pedagógico, com Madalena Freire. Atualmente, é coordenadora do curso de pós-graduação “A vez e a voz das crianças”, n’A Casa Tombada; trabalha na Tecnologia Educacional da Escola Vera Cruz e com formação de gestores e professores desde 1999. Coordenou a coleção “Interações”, pela Editora Blucher, e é autora dos livros “O penico do bebê”, “Vamos tomar banho?”,Parlendas para brincar” e “Adivinhas para brincar” (em parceria com Lucila de Almeida); e “Ler antes de saber ler – oito mitos escolares sobre a leitura literária”, (em parceria com Ana Carolina Carvalho), todos pela Panda Books.

Lucila é pedagoga com pós-graduação em educação de crianças de 0 a 3 anos, pelo Instituto Singularidades – SP. Iniciou sua carreira como coordenadora pedagógica  de CEI- Centro de Educação Infantil, foi professora de alfabetização de jovens e adultos e professora de orientação de prática educativa no Programa ADI – Magistério (Fundação Vanzolini e PMSP). Atuou como professora de educação infantil e orientadora pedagógica na rede particular por 16 anos. É autora do livro “Interações: Crianças, brincadeiras brasileiras e escola” – Editora Blucher e coautora do livro “Parlendas para brincar” e “Adivinhas para brincar”, Editora Panda Books e “Práticas comentadas para inspirar”, Editora do Brasil. Formadora de professoras da rede pública e privada desde 2002, trabalha em projetos e programas de formação de professores pelo Instituto Avisala e como coordenadora pedagógica no Projeto Varre Vila, projeto de educação ambiental na empresa Com Você Serviços de Treinamento.




Luciano Pontes

Participação: Mesa Linguagens, arte e cidadania – terça-feira (14/09) às 19h.


Escritor, ilustrador, ator, dramaturgo e palhaço. Graduado em design gráfico, com especialização em literatura infantil e juvenil pela UCS-RS. Autor de diversas obras de literatura infantil, com experiências também como ilustrador. Fundador da Cia Meias Palavras, onde pesquisa a oralidade e as linguagens do teatro. Criador do projeto Livro Mural – Leituras socializantes. Integra o elenco de atores/palhaços da Doutores da Alegria desde 2003.



Márcia Leite


Participação:  Encontro com as turmas do Fundamental II e Médio no dia 15/09, às 10h30.

Encontro na Mesa “A língua como morada” no dia 16/09, às 19h.


Sócia-fundadora e diretora editorial da Editora Pulo do Gato, pequena editora independente de livros ilustrados e ensaios relacionados à leitura, especialmente a literária.

Escritora paulista de livros para crianças e jovens desde 1986, tem mais de 40 títulos publicados por diversas editoras, muitos deles premiados e integrantes de programas de leitura governamentais e institucionais. Com mais de 30 anos de prática escolar como professora, assessora e autora de coleções didáticas na área de língua portuguesa. Atualmente participa e promove cursos e eventos formativos sobre leitura, escrita e edição de livros ilustrados.


Com 10 anos de vida, alguns títulos da Pulo do Gato receberam importantes prêmios como: Prêmio Jabuti Melhor Ilustração; Prêmio Melhor Livro Infantil pela Biblioteca Nacional; Prêmio Melhor Livro pela FNLIJ; Selo Altamente Recomendável pela FNLIJ; Prêmios Distinção e Seleção pela Cátedra Unesco de Leitura; Prêmio White Ravens da Biblioteca de Munique; Lista de Honra do IBBY; Catálogo de livros da Feira Internacional do Livro Infantil de Bologna, entre outros












Marco Haurélio

Participação: Mesa sobre Literatura de cordel e cultura popular(17/09 às 19h)

Nasceu no sertão da Bahia, e conviveu desde cedo com as histórias tradicionais, contadas pela avó Luzia Josefina de Farias (1919-1983). Formado em letras vernáculas pela Universidade do Estado da Bahia, mestrando em teoria e história literária na Unicamp, o escritor e pesquisador da cultura popular dedica-se a recolher e a catalogar a poesia popular e as histórias tradicionais, patrimônios imateriais do nosso povo. Tem mais de 50 livros publicados, entre cordéis, infantojuvenis e estudos da tradição oral. Neste último campo, destacam-se as obras Contos folclóricos brasileiros, Contos e fábulas do Brasil, O príncipe Teiú e outros contos brasileiros, Contos e lendas da Terra do Sol (com Wilson Marques), Lá detrás daquela serra e Vozes da Tradição. Recebeu importantes distinções como os selos Seleção da Cátedra-Unesco (PUC-Rio) e Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, e vários de seus livros foram selecionados para compor o Catálogo da Feira do livro de Bolonha, Itália.


Marie Ange Bordas


Participação: Encontro com as turmas do Fundamental II e Médio no dia 15/09 às 10h30


Escritora e jornalista, formada em Porto Alegre, tem mestrado em imagem e comunicação na Universidade de São Paulo, fotografia em Nova York e trabalhou como jornalista, fotógrafa e educadora pelo mundo afora. Desde 2000 seus projetos colaborativos de arte a levaram a morar na África do Sul, no Quênia, no Sri Lanka, na França e na Inglaterra, e suas exposições de arte viajaram pelos cinco continentes. Para saber mais sobre seu trabalho: www.marieangebordas.com




Mônica Broti



Participação:  Encontro na Mesa “A língua como morada” no dia 16/09 às 19h.

Mônica Peralli Broti é licenciada em história pela Faculdade de Ciências e Letras de Guarulhos, pós-graduada (lato sensu) em jornalismo cultural pela Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP), mestre em educação, arte e história da cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM); doutoranda no Programa de Ciências Humanas e Sociais pela Universidade Federal do ABC. Atua principalmente nas seguintes áreas: cultura pós-moderna, história e memória, multiculturalismo, migração e refúgio.

Foi contemplada pelo Fundo Municipal de Cultura – Funcultura de Guarulhos pelo livro Mônica e Khaled – feliz por você estar aqui; curadora da exposição Memória do refúgio e da migração em objetos no Museu das Coisas Banais (MCB), do Departamento de Museologia, Conservação e Restauro do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Pelotas. Tem publicações nas Universidades de São Paulo (USP), de Campinas (Unicamp), Federal de Minas Gerais (UFMG), Federal da Integração Latino Americana (Unila) e no exterior na Universidade de Letras do Porto (Portugal) e Sapienza (Itália).



Nireuda Longobardi

Participação: Convite a Educação Infantil e fundamental I (14/09 às 10h30).

Mesa sobre Literatura de cordel e cultura popular (17/09 às 19h)

Graduada em educação artística e artes plásticas pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo e pós-graduada em educação ambiental pela Unisa, faz pós-graduação em arteterapia. Trabalha como escritora e ilustradora de literatura infanto-juvenil, ministra oficinas diversas, em seu ateliê e em instituições como: escolas, bibliotecas, casas de cultura, Sesc, Sesi, Senac e em bienais. Desenvolve capas de cordéis, utilizando a técnica da xilogravura para diversos poetas do Brasil. Tem livros editados por diversas editoras. Começou a ilustrar em 2002 e em 2009 lançou o primeiro livro, “Mitos e lendas do Brasil em cordel” (Paulus), que fez parte do catálogo de Bologna (Itália). Suas obras integram vários programas de leitura e outros catálogos de referência, como o de Frankfurt (Alemanha), representando o Brasil. Em 2017 suas xilogravuras que ilustram o livro “A canção do tio Dito” (Paulus) foram selecionadas pela FNLIJ Fundação Nacional do Livro para a BIB – Bienal de Ilustração de Bratislava, Eslováquia. “O homem sem alma” (Editora do Brasil) em 2019 recebeu o selo “Seleção” Cátedra Unesco de Leitura PUC – Rio, e em de 2020 recebeu o selo “Altamente Recomendável” pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Paulo Lugones

Participação:  Encontro na Mesa “A língua como morada” no dia 16/09 às 19h.

Nasceu em Buenos Aires, Argentina. No começo dos anos 90 fez

curso de publicidade. Em 1995, mudou para o Brasil, onde vive até hoje.

Trabalhou como redator publicitário e produtor cultural. Atualmente é o

coordenador editorial da Gato Leitor. Autor dos livros “O Passeio” (premiado em 2018 pela FNLIJ como o melhor para criança) e “10 Motivos para Você Vir Logo Aqui em Casa”.



Penélope Martins

Participação: Abertura do evento. Dia 13/09 às 19h.

Escritora, narradora de histórias e articuladora de projetos de fomento da palavra escrita e falada. Pós-graduada em direitos humanos pela PUC-Campinas, dedica-se à formação de novos leitores desde 2006, produzindo conteúdo para encontros presenciais e plataformas digitais. Colabora com a articulação de reflexões sobre a leitura com a Editora do Brasil e outras instituições. Participou de coletivos de mulheres com poesia autoral e faz a curadoria do projeto Mulheres que Leem Mulheres, com ações em diversas instituições culturais como o Sesc. Entre suas obras publicadas estão: “Minha vida não é cor-de-rosa” (2018), ganhador do Prêmio da Biblioteca Nacional como melhor romance juvenil (2019), “Patavina” (2020) e “Que amores de sons!” (2018), ambos pela Editora do Brasil; “Poemas do jardim” (2013), Editora Cortez, “Quintalzinho” (2014), Editora Bolacha Maria, e “As aventuras de Pinóquio” (2018), Panda Books. Integrou a antologia “Sete”, de poetas contemporâneas, organizada pela Editora Essencial, e é autora do livro de poesia “Que culpa é essa?” (2018), pela Editora Patuá.

 

Roger Melo

Participação: Mesa – Linguagens, arte e cidadania, no dia 14/09 às 19h.

Quinta-feira (16/09) às 15h (alunos do fundamental II e Médio).

Vencedor do Prêmio Internacional Hans Christian Andersen 2014, na Categoria Ilustrador, concedido pelo International Board on Books for Young People (IBBY), considerado o Prêmio Nobel da Literatura Infantil e Juvenil.

Formado em desenho industrial pela ESDI/UERJ, trabalhou com Ziraldo na Zappin, ilustrou mais de cem títulos, 22 deles escritos também por ele. Recebeu inúmeros prêmios no Brasil e no exterior por seu trabalho como ilustrador e escritor.

Em novembro de 2014, na cidade de Xangai, recebeu o Prêmio Chen Bochui de Literatura Internacional para Criança, como o melhor autor estrangeiro na China. O livro “A Feather”, escrito por Cao Wenxuan e ilustrado por Roger, foi premiado como o livro mais bonito da China.

Roger foi o autor da capa do “Catálogo Illustrators Anual 2015” da Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha (Itália). Participou como membro de júris internacionais como Nami Concours (Coreia do Sul), Prêmio SM Ibero-Americano de Ilustração (Espanha), International Illustration and Book Design Competition (Rússia), Bienal de Ilustração de Bratislava.




Sueli de Souza Cagneti

Participação no Evento: Encerramento do Flipar 2021. Tema: Como nasce uma leitura? a criação do clássico com panos, madeiras e imaginações.

Encontro com a comunidade escolar: Sábado, 18/09, às 10h.

Desde muito nova foi embalada pelas histórias contadas por sua avó materna e pelos livros proporcionados pelos pais e pela biblioteca do colégio em que fez as séries iniciais. Por isso tornou-se – muito cedo  – professora primária,  ao mesmo tempo em que cursava a faculdade delLetras. Seu mestrado (UFSC), seu doutorado (USP) e seu pós-doutorado na Itália seguiram a mesma trilha. Suas pesquisas centram-se na literatura Infantil e Juvenil e seus resultados já caminharam pelo mundo, tendo sido apresentados no Brasil, na China, no México, em Cuba, no Irã, na Índia, em Portugal, na Colômbia, e por aí vai. Sua história como escritora é composta de oito livros, do Prêmio APCA e do Selo Sala de Leitura. Foi professora universitária e no mestrado em patrimônio cultural e sociedade, além de coordenadora do Programa Institucional de Literatura Infantil Juvenil (Prolij) na Universidade da Região de Joinville  (Univille) até 2014. Atualmente dedica-se  à  crítica literária, é votante da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) e sendo cigana , por natureza, embora resida num paraíso, chamado Praia Brava, vive viajando a proferir palestras, ministrar cursos e dar consultorias em universidades e secretarias de Educação. Nas horas vagas costuma – além de contemplar o mar – viajar muito, seja pelos livros, seja pelo meio de transporte que sirva ao momento.



Volnei Canônica


Participação: Mesa Linguagens, arte e cidadania – terça-feira, 14/09, às 19h.

É formado em comunicação social – relações públicas pela Universidade de Caxias do Sul, com especialização em literatura infantil e juvenil também pela Universidade de Caxias do Sul, e especialização em literatura, arte do pensamento contemporâneo pela PUC-RJ.

É escritor, presidente do Instituto de Leitura Quindim e diretor do Clube de Leitura Quindim onde desenvolve várias ações de promoção da leitura para crianças e jovens, no Brasil e no Exterior, como curadoria de eventos literários, exposições de ilustração, cursos, oficinas e bate-papos. Curador da exposição Roger Mello um artista sem fronteiras, que estreou na cidade de Caxias do Sul (2107/2018) e que atualmente está circulando em eventos e escolas brasileiras.

É colunista do portal PublishNews – maior portal do mercado editorial, onde colabora discutindo sobre literatura infantil e juvenil e políticas públicas para a área do livro, da leitura e das bibliotecas.

Lançou em 2020 o livro Tanta Chuva no Céu, em parceria com o ilustrador equatoriano Roger Ycaza, pela editora do Brasil. O livro foi selecionado pela Revista 451 como um dos 14 melhores livros de 2020 e ganhou o Selo Distinção da Cátedra Unesco de Leitura e o Prêmio Image of the Book, XIV Concurso Internacional de Ilustração e Design de Livros, na Rússia.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,597SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Sebrae-SP seleciona bolsistas com incentivos de R$ 5 mil a R$ 6,5 mil em...

O Sebrae-SP está com inscrições abertas para seleção de bolsistas que atuarão no Programa ALI - Agentes Locais de Inovação em todo o Estado...

Primeira Balada Inclusiva de Guarulhos será no dia 26 de agosto

Animação, música de diversos gêneros, efeitos especiais e pista de dança é o que promete a Balada Inclusiva que a Prefeitura de Guarulhos realizará...

CCR RioSP passa a ter canal de atendimento aos clientes da Via Dutra no...

Já está disponível para o cliente da Concessionária RioSP que estiver em viagem pela Via Dutra (BR-116) mais um canal de atendimento oferecido pela...

Sisu: inscrições para o 2º processo seletivo de 2022 terminam hoje

As inscrições para o segundo processo seletivo de 2022 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terminam nesta sexta-feira (1º). A consulta para as vagas...

Ninguém acertou os seis números da Mega e o próximo concurso irá pagar 55...

Sorteada neste sábado (2) à noite em São Paulo, a Mega Sena não obteve nenhum ganhador com 6 dezenas acertadas, As dezenas foram: 05, 14,...