sábado, 4 dezembro 2021
- PUBLICIDADE -
InícioCANAISCOMPORTAMENTOPandemia faz crescer liberações de auxílio-doença para doenças psicológicas

Pandemia faz crescer liberações de auxílio-doença para doenças psicológicas

Segundo dados obtidos no Ministério do Trabalho e Previdência e divulgados pelo G1 nos primeiros sete meses de 2021 já foram concedidos 108.263 benefícios por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) para trabalhadores com transtornos mentais e comportamentais.

No grupo de 468 doenças estão incluídos transtornos como depressão, ansiedade, pânico, esquizofrenia, estresse pós-traumático, transtorno bipolar e fobia social. A depressão e ansiedade estão como os principais caso de pedidos de afastamentos.

O Ministério do Trabalho e Previdência não informou, até a publicação desta reportagem, o número geral de concessões de auxílio-doença de janeiro a julho deste ano, por isso, não há como informar o que as 108.263 liberações representam em relação ao total.

Os dados mostram, no entanto, que de 2019 para 2020 houve aumento de 29% na concessão de auxílio-doença para doenças relacionadas a transtornos mentais e comportamentais.

Foram 289.677 liberações em 2020, frente aos efeitos da pandemia na saúde mental dos brasileiros – em 2019, foram 224.527 concessões.

Doenças com maior crescimento na concessão de auxílio-doença de 2019 para 2020:

  • Transtorno depressivo recorrente, episódio atual grave com sintomas psicóticos: 97%
  • Transtorno depressivo recorrente, episódio atual grave sem sintomas psicóticos: 88%
  • Esquizofrenia paranoide: 83%
  • Transtorno afetivo bipolar, episódio atual depressivo grave sem sintomas psicóticos: 82%
  • Transtorno de pânico e episódio depressivo grave com sintomas psicóticos: 73%

No ano passado, dentro do número geral de concessões de auxílio-doença, duas doenças do grupo de transtornos mentais e comportamentais ficaram entre as 10 com maior número de afastamentos do trabalho. Episódio depressivo grave sem sintomas psicóticos ficou em 8º lugar, com 26.327 concessões, e transtorno misto ansioso e depressivo ficou em 10º lugar, com 20.986.

Do total de 108.263 concessões do benefício este ano, apenas 4.818 foram relacionados diretamente ao trabalho, ou seja, foram acidentários (4,5% do total). Mas, em relação ao ano passado, o número é maior. Em 2020, do total de 289.677 benefícios de auxílio-doença concedidos, 4.456 foram acidentários (1,5% do total).

Doença ocupacional

Para que os transtornos sejam reconhecidos como doença ocupacional, o trabalhador deve provar para a perícia do INSS que adoeceu em decorrência de suas atividades.

No caso do burnout, que não entra na lista dos transtornos mentais e comportamentais, até julho deste ano, foram concedidos 270 benefícios de auxílio-doença. No ano passado foram 610, crescimento de 45% em relação a 2019 (422).

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,497SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

IPVA 2022 ficará bem mais caro

Além do combustível mais caro, os proprietários de veículos enfrentam um novo desafio no início de 2022. O Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA) deve ficar...

Prefeitura divulga lista de selecionados para cursos de qualificação profissional do CTMO

A Prefeitura de Guarulhos divulgou nesta terça-feira (30) a lista com os nomes dos selecionados para as 420 vagas em cursos de qualificação profissional do...

Primeira imagem da variante ômicron revela mais que o dobro de mutações que a...

A primeira imagem da variante ômicron do coronavírus revelou mais que o dobro de mutações que a da variante delta.  A representação computadorizada desta nova cepa foi feita por pesquisadores...

Dose adicional da Janssen tem o intervalo reduzido para 61 dias

Conforme determinação do Governo do Estado, o intervalo mínimo da dose adicional para quem está com o esquema vacinal completo da Janssen (dose única)...

EDP realiza feirão de negociação com condições especiais e cashback para acordo de débitos

Para que o consumidor comece o novo ano com as contas em dia, a EDP, distribuidora de energia elétrica de Guarulhos, Alto Tietê, Vale...