quinta-feira, 2 dezembro 2021
- PUBLICIDADE -
InícioECONOMIAMetade dos reajustes salariais negociados até outubro não repõe a inflação

Metade dos reajustes salariais negociados até outubro não repõe a inflação

Com os altos índices de inflação e desemprego no Brasil, 49,8% dos 12.334 reajustes salariais negociados de janeiro a outubro deste ano ficaram abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Ou seja, ofereceram menor poder de compra ao trabalhador.

Além disso, 10% (1.321) dos acordos de reposição inflacionária foram parcelados e pago aos poucos pelos empregadores — um salto de sete vezes (199) em relação ao mesmo período de 2020, informou o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

  • Inflação e desemprego enfraquecem trabalhadores;
  • 49,8% dos reajustes salariais de janeiro a outubro ficam abaixo da inflação;
  • Número de reajustes salariais parcelados por empregadores cresce sete vezes de 2020 a 2021;
  • Com menor poder de compra, trabalhadores devem consumir menos em 2022;
  • Efeito cascata deve resultar em queda do consumo e, posteriormente, da produção.

A menos de dois meses de 2022, Luis Ribeiro, técnico do Dieese, afirma que os trabalhadores perderam a força em relação aos empregadores nas negociações coletivas deste ano e, por este motivo, foram prejudicados em relação a salário, benefício e plano de carreira.

“O cenário é ruim. O fato de a maioria das categorias não estar repondo a inflação vai gerar um efeito cascata em 2022, com queda no poder de compra, no consumo e, consequentemente, na produção”, analisou Ribeiro.

Segundo o sociólogo, mesmo que as negociações coletivas de novembro e dezembro gerem resultados positivos aos trabalhadores, o balanço de 2021 será ruim, uma vez que as informações acumuladas até o momento foram negativas. “Ainda faltam os reajustes dos metalúrgicos, dos petroleiros e dos bancários. Mesmo assim, é difícil que boas negociações revertam os números, disse Ribeiro.

Na avaliação de Hélio Zylberstajn, professor sênior da Faculdade de Economia da Universidade de São Paulo (USP), o mercado de trabalho atravessou um período de extrema dificuldade por conta da pandemia da Covid-19 e, mesmo com o avanço da vacinação, não conseguiu se recuperar.

“O setor que mais perdeu [profissionais ocupados] foi o de hotelaria e alimentação, seguido pelo de serviços domésticos. A cada 5 domésticas, 1 não recuperou a ocupação. Para agravar o cenário, a maior parte delas não tem carteira assinada”, afirmou o economista, coordenador do Projeto Salariômetro.

De acordo com Zylberstajn, os índices de ocupação e rendimento são consequência do crescimento econômico. E como o PIB do país recuou 0,1% no 2º trimestre e indica queda de 0,14% no 3º trimestre, as expectativas para os próximos meses são de um “pequeno” aumento da ocupação no país, principalmente em áreas cuja remuneração é baixa.

Os profissionais de baixa qualificação, segundo o professor, foram os mais prejudicados pela crise deste ano porque dependiam da vacinação para voltar ao trabalho presencial, ao contrário dos que atuavam na área administrativa de forma remota, por exemplo. O jogo deve virar no início de 2022.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,495SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Doação de sangue: saiba quem pode doar e veja quais são os requisitos

O Brasil celebra nesta quinta-feira (25) o dia nacional do doador voluntário de sangue. Nesta semana, bancos de sangue de todo o país promovem...

BioNTech começa a trabalhar em vacina para combater nova variante

A BioNTech informou, nesta segunda-feira (29), que começou a trabalhar em uma vacina para combater a ômicron, a nova variante do coronavírus detectada na África...

Caminhões da Cata Treco atenderão treze bairros durante o mês de dezembro

A Operação Cata Treco da Prefeitura de Guarulhos atenderá mais treze bairros ao longo de dezembro. Neste sábado (4) os contemplados serão Jardim Leblon, Jardim Bela Vista,...

1ª Feira da Empregabilidade no Pimentas oferece diversas oportunidades

A 1ª Feira da Empregabilidade no Pimentas vai oferecer vários serviços, entre eles emissão e agendamento de documentos, elaboração de currículo, palestras e cursos...

Inep divulga o gabarito oficial do Enem 2021

O Inep (nstituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) divulgou nesta quarta-feira (1º) o gabarito oficial das provas do Enem 2021 na página...