quarta-feira, 17 agosto 2022
PUBLICIDADE
InícioCANAISECONOMIAFalsários tentam aplicar golpe usando mensagens em nome da Caixa

Falsários tentam aplicar golpe usando mensagens em nome da Caixa

 

Relato episódio acontecido comigo, na quarta-feira, 29, quando falsários usaram mensagens em nome da Caixa Econômica Federal para tentar me aplicar um golpe financeiro. Faço isto, no sentido de alertar os internautas para evitar que acabem tendo prejuízo ao agir de boa-fé.

Recebi no aparelho celular uma mensagem (via torpedo, vinda do código 27199) informando que teria sido emitido um Pix de R$ 4.999 em minha conta da Caixa. Na mensagem constava o número 0800-504 0132 para que eu ligasse caso houvesse dúvidas. Eram 13h30, eu acabara de almoçar e estava a caminho da reunião da Academia Guarulhense de Letras. Como eu não havia feito tal operação, preocupei-me em alertar a Caixa, pois, embora não tivesse saldo em conta, tinha limite de cheque especial que faria frente a esse valor. Liguei para o tal número, sendo atendido por uma mulher, que se identificou como gerente de contas da Caixa. Expliquei a situação e ela pediu meu CPF para acessar a conta. Forneci o número, ela pediu confirmação para minha data de nascimento e nome de minha mãe, os quais estavam corretos. Ela me informou que o tal Pix estava programado e, em seguida, ela quis que eu acessasse o aplicativo da Caixa no celular, mas eu não o utilizo no mesmo aparelho e o outro não estava em meu poder. Combinamos, então, que eles me ligariam às 17h e ela me alertou que poderia ser outro atendendo quando me ligassem.

Pontualmente, o telefone tocou às 17h e o número que aparecia na tela era o 21 4004-4828 e o identificador apontou como sendo do Itaú. Estranhei, mas como o atendente informou que se tratava da continuação do atendimento anterior, aceitei conversar. Nesse momento, eu já estava na Redação do Click Guarulhos, já havia acessado o aplicativo da Caixa, visto que não tinha havido movimento e nem constava que houvesse agendamento do tal Pix. Isto fez com que aumentasse minha desconfiança. Ele pediu que eu acessasse o aplicativo e que escolhesse a alternativa Pix. Questionei o motivo e ele explicou que seria para obter um código com o qual poderia cancelar o agendamento. Citou que o nome do favorecido e provável falsário era Everton da Silva Barbosa, que eu não conheço. E me passou a chave para emissão do Pix, que seria um número de telefone. Ou seja, ele foi passando os dados para que eu emitisse um Pix a favor da tal pessoa. Infelizmente, não tive o cuidado de anotar o telefone que era a chave do favorecido. Se fosse de verdade só para obter o suposto código, o valor a emitir seria de R$ 0,01. Mas ele quis que eu digitassse R$ 4.999,00, o que me fez ter quase certeza de que não era ninguém da Caixa no outro lado da linha. Ainda assim, fiz o que ele pediu e após ele queria que eu digitasse a senha. Logicamente, recusei-me, pois assim eu estaria emitindo o pix em favor do desconhecido.

Diante de minha recusa, ele argumentou que se não pudesse cancelar o agendamento, a operação seria concluída durante a noite e o valor sairia da conta, mesmo usando o limite. Propus que eu pudesse ligar pouco depois, para que desse tempo de eu confirmar com um gerente que é meu amigo se aquele procedimento era correto. Sou bancário aposentado e entendo que a Caixa teria condições de impedir a operação sem que eu tivesse de fazer nada daquilo. O atendente disse que então eu “resolvesse tudo com o gerente amigo”. O tom profissional e técnico que a moça da ligação anterior e ele mesmo vinham mantendo até o momento mudou ali, o que me fez ter certeza de que era tudo falso. Desliguei o telefone, conversei com meu amigo e resolvi relatar o episódio aqui no Click Guarulhos para conhecimento geral.

Em resumo: os falsários enviam um torpedo sobre uma operação que efetivamente não foi feita, para provocar que a potencial vítima ligue para eles e, aí sim, a própria pessoa emitisse o Pix, contra o qual nada poderia alegar posteriormente. Ou seja, perderia o dinheiro. No caso, utilizando o limite do cheque especial, pior ainda, pois estaria contraindo uma dívida, cujos juros são bem elevados.

Valdir Carleto

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,613SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Reunião do CEGRU marca inauguração da Fábrica de Startups no Eniac

O Eniac sedia nesta sexta-feira, 12/08, mais uma reunião mensal do Conselho Empresarial de Guarulhos e Região (CEGRU). O encontro marcará a inauguração da...

Beneficiários da Tarifa Social de Energia Elétrica em Guarulhos passam de 50 mil

A cidade de Guarulhos ultrapassou, em julho, a marca de 50 mil beneficiários da Tarifa Social de Energia Elétrica. Naquele mês havia 50.265 pessoas...

Volta às aulas: 3 dicas para dar um gás nos estudos

Um dos setores mais afetados pela pandemia foi o da educação. Um estudo do Centro de Aprendizagem em Avaliação e Resultados para Brasil e...

Confira a programação dos últimos dias da Bienal do Livro de Guarulhos

Os últimos três dias da 2ª Bienal do Livro de Guarulhos, que acontece até domingo (14) no Internacional Eventos, incluem contações de histórias, apresentações musicais,...

Menino de 13 anos aprovado em Medicina e em Engenharia dá 5 dicas para...

O adolescente Caio Temponi, de 13 anos, é o mais novo estudante classificado em processo seletivo de medicina no Brasil. Uma das primeiras coisas que gera...