PUBLICIDADE
InícioCIDADESistema digital usado na eleição do Conselho Tutelar foi desenvolvido pela Prefeitura

Sistema digital usado na eleição do Conselho Tutelar foi desenvolvido pela Prefeitura

Publicado em
PUBLICIDADE

Antes das 20h do último domingo (1º) Guarulhos já conhecia os 35 novos conselheiros tutelares eleitos pela população no pleito realizado durante o dia. A apuração começou oficialmente às 18h e às 19h59 já havia sido encerrada. A rapidez no resultado é fruto do sistema de apuração totalmente digital desenvolvido pela administração municipal por meio do Departamento de Informática e Telecomunicações (DIT), da Secretaria de Gestão.

A ferramenta foi solicitada ao DIT pela Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (SDAS) e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, os responsáveis pela organização e apuração dos votos. Desenvolvida em um mês, a ferramenta se baseou em três pilares: agilidade na apuração, segurança e transparência. Após diversos testes, ela foi homologada pela SDAS.

 

“O trabalho desenvolvido pelo DIT demonstra a competência e o profissionalismo da equipe da Prefeitura, comparável a qualquer grande empresa de tecnologia. Temos profissionais altamente gabaritados e atualizados que desenvolvem sistemas muito úteis, como esse de apuração do Conselho Tutelar”, destacou o secretário de Gestão, Adam Kubo.

Também foi elaborado um manual sobre o sistema para que ele possa ser utilizado como modelo em outros municípios.

Apuração em tempo real

A apuração foi acompanhada em tempo real, uma vez que os votos de cada candidato eram exibidos em um telão do Centro Municipal de Educação Adamastor, o local oficial da apuração, ao mesmo tempo em que eram computados os QR Codes dos boletins de urna.

Além disso, a apuração também pôde ser acompanhada pelo celular em outros lugares por meio do QR Code disponibilizado pelo DIT. A relação de candidatos eleitos pode ser consultada no link https://apuracaoconselho.guarulhos.sp.gov.br/resultados.php.

Destaca-se que as urnas eletrônicas foram cedidas pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), que fiscalizou a eleição. Já a apuração foi acompanhada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP).

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE