PUBLICIDADE
InícioESTADO DE SÃO PAULOSP intensifica ações de combate à dengue nos transportes metropolitanos

SP intensifica ações de combate à dengue nos transportes metropolitanos

Publicado em
PUBLICIDADE

O Governo do Estado de São Paulo reforça seu compromisso com a saúde pública e anuncia uma série de medidas para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e Chikungunya, nos sistemas de transporte metropolitanos. Em uma iniciativa coordenada na próxima quarta-feira (24), as secretarias estaduais da Saúde (SES) e dos Transportes Metropolitanos (STM) unem esforços para enfrentar a ameaça da doença. 

Com o objetivo de conscientizar sobre a importância de evitar o surgimento de focos de larvas do mosquito e, consequentemente, a propagação das doenças, equipes da SES estarão à disposição dos passageiros das empresas ligadas à STM – CPTM, EMTU e Metrô – para esclarecer cuidados que podem ser adotados diariamente. 

 

As ações estão programadas para acontecer entre 10h e 15h, nos seguintes locais: 

Estação Tatuapé da CPTM, ponto de conexão entre as linhas 11-Coral  e 12-Safira: no mezanino, agentes de saúde informarão os passageiros sobre medidas preventivas e vídeos educativos; 

Estação Sé do Metrô, local de conexão das linhas 1-Azul e 3-Vermelha: profissionais de saúde conscientizarão a população e distribuirão folhetos informativos; 

Terminal Metropolitano Jabaquara, gerenciado pela EMTU: passageiros poderão interagir com agentes do SES, que compartilharão informações e folhetos sobre o tema. 

“Os criadouros do Aedes aegypti são os locais onde os mosquitos depositam os seus ovos e as larvas se desenvolvem até formarem mosquitos adultos. A eliminação é uma estratégia fundamental no controle da proliferação do Aedes e prevenção das doenças que ele transmite. Alguns exemplos de criadouros são recipientes de água parada, pratos de plantas, calhas entupidas, lixeiras e caixas d’ água mal vedadas, além de piscinas ou fontes sem os devidos cuidados”, explica a coordenadora em saúde da Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo, Regiane de Paula. 

Até o dia 17 de janeiro, foram confirmados 4.087 mil casos de dengue, distribuídos em 204 municípios. Em relação à Chikungunya, há 61 casos confirmados, em 6 cidades. Não há registro de óbitos para as doenças em São Paulo. O estado também não registrou nenhum caso confirmado de Zika vírus na primeira quinzena do mês. 

“Reiteramos nosso compromisso em promover a saúde e o bem-estar da população. Com essa parceria, queremos não apenas combater a dengue, mas também criar uma consciência coletiva sobre a importância da prevenção. A participação ativa da sociedade é fundamental para o sucesso dessas iniciativas, e contamos com a colaboração de todos nesse esforço conjunto”, afirma o Secretário dos Transportes Metropolitanos, Marco Antonio Assalve. 

Veja as principais recomendações para eliminação de criadouros do Aedes aegypti: 

  • Eliminar pratos de plantas ou utilizar um prato justo ao vaso, que não permita acúmulo de água; 
  • Descartar pneus usados em postos de coleta da Prefeitura; 
  • Retirar objetos que acumulem água de quintais, como potes e garrafas; 
  • Verificar possíveis vazamentos em qualquer fonte de água; 
  • Tampar ralos; 
  • Manter o vaso sanitário sempre fechado; 
  • Identificar sinais de umidade em calhas e lajes; 
  • Verificar a presença de organismos vivos em águas de piscinas ou fontes ornamentais. 

Prevenção nos transportes metropolitanos 

Além das ações educativas para conscientização, uma medida preventiva importante realizada pelas empresas vinculadas à STM é a limpeza dos veículos, estações, terminais, áreas comuns e internas para segurança sanitária dos passageiros, dos funcionários e colaboradores. Dessa forma, os pontos que podem se tornar criadouro do Aedes aegypti são eliminados. 

No Metrô, as equipes que promovem trabalhos de sanificação (desinsetização, desratização e combate às larvas do mosquito da dengue) atuam nas madrugadas, percorrendo cerca de 4km por dia. A CPTM também disponibiliza equipes para vistoriar as dependências de suas 57 estações, e todas as atividades da empresa sobre o tema são reforçadas nas redes sociais. 

Já a EMTU conta com a parceria e colaboração das concessionárias – por exemplo, a Viação Pirajuçara, que opera linhas na Região Metropolitana de São Paulo, possui pátio ecologicamente correto que impede água parada após chuvas. 

Serviço

Campanha de Conscientização sobre os cuidados para evitar a dengue 

  • Data: 24 de janeiro, quarta-feira 
  • Horário: 10h às 15h 
  • Locais: estação Tatuapé (CPTM), estação Sé (Metrô) e Terminal Intermunicipal do Jabaquara (EMTU). 

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE