PUBLICIDADE
InícioDESTAQUEBNDES irá liberar verba para governo de SP concluir trecho Norte do...

BNDES irá liberar verba para governo de SP concluir trecho Norte do Rodoanel

Publicado em
PUBLICIDADE

No encontro entre o presidente Lula e o governador Tarcísio de Freitas, para tratar da parceria a respeito de um túnel entre Santos e Guarujá, foi antecipada a informação de que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) irá financiar R$ 1,35 bilhão para que o Estado faça frente aos investimentos necessários de R$ 1,5 bilhão para as obras no Trecho Norte do Rodoanel paulista.

Os recursos são parte do aporte público que compete ao Estado de São Paulo, estabelecido no contrato de PPP junto  à Concessionária Rodoanel Norte SPE S.A – sociedade de propósito específico constituída pela Via Appia Fip Infraestrutura, vencedora do leilão de concessão do Trecho Norte. Já

 

A liberação de recursos do Banco para a construção do eixo norte do Rodoanel foi anunciada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita às obras do túnel Santos-Guarujá, no litoral paulista, na manhã de sexta-feira, 2. “O que é importante, Tarcísio, é dizer para você que o BNDES aprovou R$ 1,35 bilhão para o estado de São Paulo, para o eixo Norte do Rodoanel. Logo você irá receber a notícia do Aloizio Mercadante”, disse o presidente.

A redefinição da plataforma logística de transporte da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) passa pela distribuição do tráfego de passagem de caminhões, agilidade no escoamento da produção, melhoria no fluxo das marginais, com redução do tempo em congestionamentos e da emissão de poluentes.

Foto do Rodoanel: Divulgação Governo de SP

O presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, ressaltou a importância do projeto rodoviário que circunda a cidade de São Paulo: “O trecho Norte do Rodoanel é um projeto prioritário, que inclusive está em processo de inclusão no Novo Programa de Aceleração do Crescimento (“Novo PAC”) do Governo Federal.”

“O investimento público para a qualificação da infraestrutura é decisivo para o país ter um crescimento sustentado. Para isso, é preciso somar esforços. O projeto do trecho Norte do rodoanel de São Paulo é um exemplo de parcerias público-privada e entre o governo paulista e o BNDES, um banco público federal”, diz a diretora de Infraestrutura, Transição Energética e Mudança Climática, Luciana Costa.

O projeto prevê a redução estimada de cerca de 30 mil caminhões e 54 mil automóveis na Marginal Tietê por dia. A utilização do Rodoanel Norte reduzirá o tempo de deslocamento entre as rodovias Dutra e Fernão Dias em 21 minutos, Dutra e Bandeirantes em 26 minutos e Dutra e Castello Branco em 27 minutos. O tráfego desviado da RMSP para o Rodoanel também reduzirá o deslocamento dentro da cidade na Marginal Tietê, bem como no trecho da Via Dutra entre Guarulhos e São Paulo.

O Trecho Norte possui as condições de uma rodovia cujas principais características são a velocidade diretriz de projeto de 120 km/h, pista dupla separada por canteiro central e controle total de acesso, mantendo o padrão dos Trechos Oeste, Sul e Leste, em operação. A rodovia possui 19,7 km de vias em 4 faixas e 26,1 km de vias em 3 faixas. Além disso, possui 14 túneis totalizando 12 km de extensão (cerca de ¼ da extensão da rodovia) e 60 OAEs (obras de arte especiais). Adicionalmente, o contrato da PPP prevê uma série de intervenções por parte da concessionária relativas à mitigação do impacto ambiental, com 14 passagens de fauna e 46 caixas para produtos perigosos.

O Rodoanel de São Paulo foi concebido visando tornar o trânsito urbano mais ágil e eficiente mediante o desvio de tráfego de veículos pesados da região central da cidade, reduzindo os congestionamentos e liberando a malha viária interna da cidade para o trânsito local.

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE