PUBLICIDADE

Coletânea musical, exposição e festival celebram 17 anos do Projeto Clam

Atuando Guarulhos há 17 anos em Guarulhos como coletivo cultural, selo musical e produtora, o Projeto Clam comemora aniversário com um projeto multi artístico com novidade. Haverá lançamento da 5ª edição da Coletânea Clam, além de exposição de fotos e festival musical com os artistas envolvidos na coletânea. 

A Coletânea Clam reúne singles de artistas da cena independente de Guarulhos. Este ano haverá 1 lançamento por mês com o intuito de manter o público em contato com as obras e com o projeto como um todo, que se encerra no fim do ano com exposição de fotografias e um festival musical.

 

O primeiro lançamento é a música “Ode Urbana” de Wolf do Vale, que está há 40 anos no mundo das artes inclinado para a MPB e World Music. As andanças pelos grandes centros inspirou a criação de “Ode Urbana”, um rock que convida à um passeio pela cidade carregado de poesia sobre amores, beleza e solidão. Wolf já participou de mais de 300 festivais de música por vários estados brasileiros e é criador, junto com Neto Bobilo, do Noites Autorais, projeto que revelou nomes da cena artística  de Guarulhos. 

“A melancolia e a incerteza fazem parte do cenário urbano, que embora caótico, não deixa de ser apaixonante”, conta o artista.

A comemoração prevê, para os próximos meses, o lançamento de mais artistas com suas músicas lançadas pelo selo. A divulgação dos nomes será feita pelo instagram do Clam. O projeto é financiado pela Lei Paulo Gustavo de Guarulhos.

Múltiplas linguagens

Para incentivar diversas formas de arte, o Projeto Clam convidou a artista Cibele Gomes para realizar a capa do single em um diálogo entre música e artes visuais. No trabalho, traduz a melancolia da cidade em tons de cinza. Além disso, os fotógrafos André Okuma e Reiko Otake também fizeram clicks pela cidade influenciados pela música. As fotos serão exibidas na exposição fotográfica que encerra o projeto.

“Embora a música seja o centro do Projeto Clam, ao longo desses anos conhecemos artistas incríveis em outras frentes. Por isso, acreditamos nessa conexão criativa entre as múltiplas linguagens e criamos uma ação para o diálogo artístico entre música, artes visuais e fotografia convidando artistas a produzirem obras integradas, que tenham a música como disparador”, conta Pamela Regina, Produtora Cultural do Projeto Clam.

No fim do ano, após o lançamento de todas as músicas, o Projeto Clam lançará uma coletânea e um festival com os singles ao vivo. Em simultâneo, será realizada uma exposição das artes visuais e fotografias que foram feitas em diálogo com as obras musicais.

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE