Empresários gastam até R$ 12 milhões para impulsionar fake news no Whatsapp, diz jornal

As empresas compram um serviço chamado “disparo em massa”, usando a base de usuários do candidato ou bases vendidas por agências de estratégia digital.