Por Cris Marques
Fotos Banco de imagens
e Arquivo Pessoal

Sempre que uma nova ferramenta chega é comum que os usuários passem por um período de adaptação e descubram, aos poucos, sua função. Assim como as marcas, que encontram nos apps e nas redes sociais espaço propício para o relacionamento com seu público. E mesmo que o Snapchat não seja necessariamente novo, o fato é que ele só ganhou espaço por aqui neste ano, boa parte por causa das polêmicas em torno do envio de nudes (fotos íntimas).

Snapchat: o aplicativo das possibilidades | Portal Click GuarulhosSegundo Gabriel Madureira, diretor de marketing do Scup – uma das maiores aplicações de monitoramento, gestão e análise de mídias sociais para empresas –, o aplicativo parte de uma ideia muito simples, que é possibilitar o envio de imagens, vídeos e mensagens, de forma similar ao WhatsApp, mas sua grande diferença é que o conteúdo só pode ser visto uma vez, pois ele se ‘autodestrói’. “Atualmente, 70% do público ativo é de jovens de até 25 anos, que foram atraídos pela plataforma justamente pela falta de histórico e a troca de mensagens privadas sem deixar registro”. Ok, até aqui parece que a plataforma abre possibilidades para ações, digamos assim, não muito corretas, mas o fato é que depois da empresa sofrer algumas acusações, promover mudanças nos termos de uso e seus usuários ficarem mais atentos com relação à privacidade e segurança fornecida, ela começou a ser vista com outros olhos.

USO CORPORATIVO

Gabriel considera o app um ótimo canal para as empresas. “A Taco Bell divulga promoções-relâmpago e lançamentos. A Colcci criou conteúdo durante o São Paulo Fashion Week e a WWF, instituição de proteção animal, lançou uma campanha com fotos de animais em risco de extinção”. Mas não se engane, assim como em outras mídias, estar no Snapchat também exige estratégia. “As marcas precisam encará-lo como qualquer outro meio de comunicação. As ações precisam ser pensadas para fortalecer interações e criar relacionamento com o cliente. Se o consumidor não tiver o perfil, então é preferível apostar em outros canais, como o Facebook”.

POR DENTRO DO SUCESSO

Snapchat: o aplicativo das possibilidades | Portal Click GuarulhosElisangela Franceschi Benedito, assistente de arte da Agência Mitrah, em Guarulhos, tem seu perfil há quase 1 ano e posta fotos e vídeos de suas cadelinhas, além de treinos da academia e alguns de seus desenhos. “O snap é legal para postar os bastidores daquela foto que do Instagram, por exemplo”. Ela acredita que o aplicativo faz sucesso justamente por permitir conteúdos tão diversos e pela presença massiva dos famosos, que mostram o dia a dia deles por lá. Mas não é só isso. “Hoje, ele é um dos únicos que ainda protegem o usuário da propaganda indesejada, aquela que, ao invés de ser eficiente, acaba sendo invasiva. Os anúncios dentro do aplicativo, se comparados com os demais, são quase inexistentes. As pessoas consomem o que elas querem e só seguem as marcas que desejam”, finaliza.

Quer ler outras matérias desta edição da Revista Weekend? Acesse!