Após derrota, CBF tenta defender Neymar

 

A seleção Brasileira perdeu o jogo por 1 a 0 para a seleção Colombiana em uma partida fraca tecnicamente por parte dos brasileiros, mas que ficou marcada por acontecimentos após o término do jogo. Depois do apito final dado pelo árbitro, Neymar, o craque brasileiro, chutou a  bola nas costas do lateral colombiano, Armero. O defensor colombiano Murilo se dirigiu até Neymar, e foi recebido com uma cabeçada, que resultou no cartão vermelho do atacante que pode pegar um gancho de dois ou até três jogos suspenso.

A CBF tentará defender o atacante perante Comenbol alegando que Neymar não teria ouvido o apito final dado pelo árbitro da partida. Além disso, segundo relatos dos próprios jogadores, o assistente Carlos Astroza teria insultado Neymar chamando-o de “piscinero”, uma provocação em relação ao grande número de vezes que o jogador brasileiro foi ao chão durante a partida. A entidade brasileira defenderá Neymar na tentativa de manter a sua suspensão por apenas um jogo, no caso contra a Venezuela no próximo domingo.