Criativa versão caipira e ecológica de “We are the world”