Sem fumar e sem engordar

 

Por Talita Ramos

Parar de fumar é uma decisão muito difícil para quem tem esse hábito, uma vez que, além do vício, outro fator que incomoda bastante é o possível aumento do peso em quem para. Segundo o médico pneumologista Cristiano Rabelo Nogueira, há um aumento de dois a cinco quilos nos primeiros seis meses de abstinência do cigarro. “Quando a pessoa para de fumar, o metabolismo é reduzido e pode levar até alguns meses para que retorne a um nível normal. Outro motivo pelo qual ex-fumantes engordam é o aumento do apetite. Tanto o paladar quanto o olfato melhoram sem o fumo, aumentando naturalmente o consumo calórico, especialmente de alimentos gordurosos e doces”, explica.

Mas mesmo com essa tendência, existem maneiras de reduzir o ganho de massa, como por exemplo, comer de forma saudável e limitar a gordura na dieta, além de praticar exercícios. “Nenhuma dieta funciona sem atividade física. A prática queima mais calorias e funciona como moderador de apetite, aumentando os níveis de endorfina na corrente sanguínea e atuando como depressor endógeno da fome”, afirma o médico. Segundo ele, como exercício não é compatível com o hábito de fumar, deve ser encarado como uma motivação extra para manter-se livre do cigarro. Vale lembrar que antes de iniciar qualquer atividade física ou mudanças na dieta, é preciso consultar um médico especialista.