A edição da segunda quinzena de junho do jornal Voz de Guarulhos trouxe como tema de capa a questão das novas invasões vistas na cidade, principalmente em áreas vizinhas ao Rodoanel.
A reportagem é assinada pelo jornalista Rodrigo de Souza, cujo texto o Click Guarulhos reproduz, autorizado por ele. Uma das fotos é a que foi publicada pelo Voz de Guarulhos e se refere ao bairro da Ponte Alta. As outras fotos são de Vinícius Carleto, da equipe do Click Guarulhos, e mostram novas ocupações ao longo do trecho do Rodoanel Leste, entre as rodovias Dutra e Ayrton SenIMG_6600na.

Nos últimos meses, Guarulhos viu crescer o aumento no número de invasões a propriedades particulares ou públicas. Em sua maioria, as ações dos sem-tetos têm acontecido nas proximidades das obras do Rodoanel Norte. A mais recente invasão acontece na estrada Matos das Cobras, na Ponte Alta. Lá, dezenas de famílias já construíram seus barracos, de madeira ou lata, e outras tantas chegam diariamente na esperança de concretizar o sonho da casa própria e ter seu “espaço”.
A falta de infraestrutura como água, luz e esgoto não assusta quem participa dessas aventuras. Sujeitos a enfrentarem uma desocupação, que nem sempre é pacífica, muitas famílias preferem se arriscar assim mesmo. “Meu marido está desempregado. Temos três filhos pequenos para cuidar. Quando nos falaram, não pensamos duas vezes. E vamos rezar para que tudo dê certo”, relatou à nossa reportagem a dona de casa Fernanda Castilho.

Déficit
Essa onda de invasão que varre a cidade nos últimos meses acentua um problema que há décadas aflige o município, o déficit habitacional.
Dados da Secretaria de Habitação apontam que a cidade carece de aproximadamente 30 mil moradias, conforme o Plano Local de Habitação de Interesse Social (PHIS).
Para enfrentar o problema, nos últimos anos, a Prefeitura fez parcerias com o Governo Federal, por meio dos programas Minha Casa, Minha Vida e Urbanização Integrada de Favelas (que atua também na área de moradias precárias).
A cidade conta atualmente com aproximadamente 119 mil pessoas cadastradas no Programa MIMG_6605inha Casa, Minha Vida. No entanto, esse número pode ser muito maior.

Opinião do Click Guarulhos
Ao lado da rodovia Fernão Dias, sentido de Minas Gerais, nas proximidades de onde passará o Rodoanel Norte, também já são vistos muitos barracos sendo construídos.

É perceptível que essas ocupações (termo preferido pelos partidos de esquerda) ou invasões são promovidas por grupos organizados. Não seria grave se fosse algo feito com objetivos puramente comunitários. Porém, na maioria das vezes, aproveitadores ganham dinheiro à custa do sacrifício e do risco de famílias humildes. E, não raro, há os que faturam dividendos político-eleitorais com essas invasões.

Como bem diz o jornalista Rodrigo de Souza, as ocupações revelam a fraqueza dos programas habitacionais, cuja ação não chega nem perto das necessidades da cidade e da região.
(Valdir Carleto)