TCE diz que faltou planejamento para crise hídrica e culpa governo de SP

 

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) afirmou que a falta de água em São Paulo foi resultado da falta de planejamento do governo paulista e não foi por falta de avisos. A Secretaria Estadual de Recursos Hídricos (SSRH) recebeu vários alertas sobre a necessidade de um plano para eventuais riscos de escassez hídrica. A pasta negou as alegações e disse que era impossível prever a estiagem de 2014.

De acordo com o TCE, outras medidas poderiam ter sido adotadas para que a crise não chegasse ao ponto em que se encontra atualmente, como despoluição dos rios Tietê e Pinheiros, recuperação da represa Billings e combate mais efetivo de perdas de água na distribuição.