O Papa Francisco realizou na manhã desta quinta-feira, 24, o primeiro discurso de um papa no Congresso dos Estados Unidos, como parte de sua agenda durante sua primeira visita ao país. Além de falar sobre o fim da “mentalidade de hostilidade” contra os imigrantes, a necessidade de proteger as pessoas mais vulneráveis, e a luta pela igualdade na sociedade norte-americana e fundamentalismo religioso, o Pontífice pediu a abolição global da pena de morte. “Estou convencido de que este é o melhor modo, já que toda vida é sagrada”, disse. Em referência ao aborto e à eutanásia, ele afirmou que a humidade deve “proteger e defender a vida humana em todos os estágios de seu desenvolvimento.”

O Papa disse ainda preocupado com o futuro dos casamentos e famílias, visto que “relações fundamentais estão sendo questionadas”.

“A família foi essencial para construir esse país. E merece todo nosso apoio e encorajamento. Mesmo assim, não oculto minhas preocupações quanto à família, que está ameaçada, talvez como nunca antes, do lado de dentro e do lado de fora”, afirmou, segundo a agência France Presse.