Confira medidas anunciadas pela presidente com o objetivo de enxugar a máquina administrativa

 
  • Criação da Comissão Permanente da Reforma do Estado
  • Extinção de oito ministérios
  • Extinção de 3 mil cargos comissionados
  • Eliminação de 30 secretarias ligadas a ministérios
  • Redução de 10% nos salários da presidente, do vice e dos ministros (de R$ 30.934,70 para R$ 27.841,23)
  • Corte de até 20% nos gastos de custeio
  • Imposição de limite de gastos com telefone, passagens e diárias aos ministérios
  • Revisão de contratos de serviços terceirizados
  • Revisão de todos os contratos de aluguel do governo
  • Revisão do uso do patrimônio público e dos imóveis da União
  • Criação de uma central de transporte por ministério, com vista a reduzir a frota e otimizá-la

A presidente destacou que essas medidas de redução de gastos são “temporárias”, diante do período de crise econômica.