Samsung dá 6 dicas para ajudar a proteger o notebook em locais públicos

Os notebooks têm na mobilidade uma de suas principais vantagens. Mas ao mesmo em que é cômodo poder levar um deles a qualquer lugar, usá-los em um ambiente público, conectado a uma rede Wi-Fi aberta, pode trazer alguns riscos à privacidade. Mas existem alguns cuidados que podem ajudar a não deixar algumas dessas informações expostas. São medidas simples de segurança, que ficam ainda fáceis de aplicar graças a essas seis dicas e também a recursos exclusivos dos notebooks da Samsung, líder mundial em tecnologia. Confira a seguir.

1. Mantenha a tela “escondida” de curiosos.

Para fazer isso, o usuário pode reduzir o brilho do display ou aplicar uma película protetora, por exemplo. Notebooks da Samsung nas atuais linhas Essentials, Expert e Style ainda trazem um recurso chamado Proteção de Privacidade, que escurece a tela ou apenas a janela do programa que está em uso – que também pode ficar transparente. Assim, dificulta-se a ação de bisbilhoteiros.

2. Tome cuidado com redes Wi-Fi abertas.

Elas podem ser criadas por mal-intencionados, que seriam capazes de interceptar o tráfego entre o notebook e o servidor do site que está sendo acessado e, assim, obter senhas e outros dados. Mesmo que o local ofereça um Wi-Fi gratuito, é melhor tomar cuidado ao se conectar. Cheque o nome da rede para ter certeza de que ela é correta e desconfie caso seja necessário fornecer muitos dados antes de conectar.

3. Use uma senha para bloquear o notebook.

Assim, caso o usuário precise se afastar por um momento, outros terão dificuldades para usar o aparelho e acessar informações sem autorização. O ideal é adotar uma combinação forte, com números, letras e símbolos – mas pode ser difícil memorizá-la. Por isso, a Samsung oferece como alternativa o Touchpad Logon, que permite desbloquear o aparelho com um “desenho” feito no touchpad.

4. Instale uma VPN, principalmente se o notebook for usado para fins profissionais.

Essas redes virtuais privadas podem ajudar a impedir que eventuais invasores interceptem o tráfego de dados entre o aparelho do usuário e os servidores remotos, protegendo informações e documentos que são potencialmente sigilosos.

5. Não compartilhe pastas.

Os diretórios compartilhados em rede podem ficar expostos a todos que estiverem com notebooks conectados ao mesmo Wi-Fi. Note que você pode até ter habilitado esse compartilhamento sem perceber – esta é uma das primeiras perguntas que o Windows faz quando o notebook é conectado à internet pela primeira vez.

6. Desligue a webcam e o microfone.

Assim, eventuais invasores que estão distantes fisicamente (mas compartilhando a mesma rede) não conseguirão ouvir ou ver o que o usuário está fazendo, garantindo um pouco de privacidade mesmo em um local público. Em notebooks da linha atual da Samsung, é possível desabilitar a webcam e o microfone (ambos pelo firmware) com uma simples combinação de botões: Fn+F11.