Flamengo arranca empate em Fernandópolis e segue invicto

 

Por Marcos Vieira Ribeiro

O Flamengo segue invicto no Campeonato Paulista da Série A3. O Corvo mediu forças com o Fernandópolis, no estádio Cláudio Rodante, e empatou por 0 a 0, em duelo válido pela nona rodada. Curiosamente, o resultado foi o mesmo do primeiro encontro entre as equipes, no ano de 2000, pela extinta Série B1 – também em domínio do Fefecê. Assim, o Rubro-Negro atinge a marca de três partidas sem sofrer gols.

Com o resultado igual, o time comandado por Edson Vieira cai para a sexta colocação, com 17 pontos, trilhando o retrospecto de quatro vitórias e cinco empates. O Atibaia segue líder (19), contudo, à frente do Rio Preto apenas nos critérios de desempate. Figuram em posições superiores ao Corvo as seguintes equipes: Grêmio Catanduvense (19), Grêmio Osasco (17) e São Carlos, (17), em ordem decrescente de classificação. Completam o G8 Sertãozinho e Nacional (ambos com 15). A Águia, por sua vez, soma a sua primeira unidade dentro de casa.

A representação flamenguista volta a campo nesta quarta-feira, às 15 horas, para enfrentar o Primavera, no estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos. O Corvo terá que superar dois desfalques por suspensão automática: o zagueiro – e capitão – Carlão e o volante Arthur receberam o terceiro cartão amarelo em Fernandópolis e estarão fora.

A partida

Precisando da vitória para sonhar com o retorno à vice-liderança, o Flamengo criou a primeira chance de perigo no estádio Cláudio Rodante. Milton Junior trocou passes com Fernando Junior e arriscou da intermediária, rente à trave. Com 15 jogados, Welington Carioca brigou pela bola no território alviazul e encontrou Daniel Bueno. O centroavante, desequilibrado, girou sobre a marcação e finalizou sobre o travessão.

Superior tecnicamente, o Corvo envolveu o Fernandópolis e segui criando boas oportunidades. Quando o relógio apontou a marca dos 22, Milton Junior, responsável por aplicar um lindo chapéu em Caíque minutos antes, recebeu na intermediária e desferiu um perigoso petardo, assustando Willian. Aos 26, a equipe dirigida por Edson Vieira balançou as redes no Ninho da Águia: Ingro recebeu passe milimétrico de Biro Biro, invadiu a área, driblou o goleiro e deixou sua marca. Contudo, o auxiliar flagrou impedimento do camisa 8.

A primeira chegada perigosa do Fefecê veio apenas aos 29 minutos: Samuel, detentor da camisa 10, executou o trabalho de pivô dentro da área e serviu Ferreira, que chutou rente à trave esquerda de Wagner. A chance desperdiçada pelo dianteiro foi a última do primeiro tempo, disputado sob forte calor.

Edson Vieira resolveu voltar do intervalo sem mudanças e seguiu assistindo ao domínio de seus comandados. Logo no sexto minuto, Daniel Bueno dominou com classe, ergueu a cabeça e serviu Fernando Junior, que acabou desarmado ao tentar finalizar. O jovem atleta, contratado junto ao VOCEM, criou outra chance de perigo quando o relógio apontou a marca dos 21, chutando rente à trave direita de Willian.

Aos 34 minutos, o Flamengo quase inaugurou o marcador: Biro Biro disparou em velocidade pela ponta esquerda e cruzou para trás. Ingro tentou o domínio na área da Águia, mas acabou desarmado. Com 40 jogados, Bruno Sacomani, substituto do participativo camisa 8, recebeu de Tom no setor direito e arriscou um belo chute colocado. Willian, atento, voou para espalmar e salvar o Fernandópolis.

Bem em campo, Bruno Sacomani revigorou o Corvo e construiu oportunidades de gol em favor da formação guarulhense. Quando o relógio apontou a marca dos 41, o volante cobrou escanteio na primeira trave e viu Daniel Bueno cabecear à esquerda de Willian. A conexão entre os camisas 16 e 9 voltou a aparecer aos 44 minutos, mas o centroavante testou, perigosamente, rente à trave do Fernandópolis.

Nos acréscimos, o Fernandópolis criou uma clara oportunidade de gol, mas parou no goleiro Wagner. Marcelinho, substituto de Samuel, cruzou escanteio aberto e viu Billy se esticar para concluir. Atento, o camisa 1 rubro-negro voou no canto direito para segurar, mantendo o placar zerado.

Ficha técnica

  • Data e horário: sábado, 27 de fevereiro, às 17 horas;
  • Estádio: Cláudio Rodante, em Fernandópolis;
  • Arbitragem: Kleber Canto dos Santos, auxiliado por Dênis Antônio Mistrelo e Augusto Faria Calabio;
  • Cartões amarelos: Vinícius, Ferreira, Caíque e Corrêa (Fernandópolis); Welington Carioca, Arthur e Carlão (Flamengo);
  • Público pagante: 254 pessoas;
  • Renda: R$ 1670,00;
  • Fernandópolis: 1-Willian 2-Corrêa 3-Willer 4-Jean Pierre 5-Caíque 6-Vinícius (15-Thiago Mathias) 7-Rafael Rueda 8-Elivélton 9-Gustavo Henrique 10-Samuel (14-Marcelinho) 11-Ferreira (18-Billy);
  • Técnico: Nei Silva;
  • Flamengo: Wagner; Arthur, Carlão, Igor Prado e Biro Biro; Welington Carioca, Fernando Junior e André Bilinha (Neizinho); Ingro (Bruno Sacomani), Milton Junior (Tom) e Daniel Bueno;
  • Técnico: Edson Vieira.