Ex-secretário diz que é a Corregedoria da GCM que tem de apurar ocorrência

Assunto: Oficialização posse João Dárcio Local: CEFAG, rua das Rosas-Vila Tijuco Data: 04.03.2013 Foto: Sidnei Barros/PMG

Procurado pelo Click Guarulhos, o ex-secretário de Segurança Pública de Guarulhos, o vereador João Dárcio (PTN), opinou sobre a anunciada sindicância que o prefeito Sebastião Almeida irá instaurar e sobre a prometida mudança na SSP:

“Muito estranho tudo isso, sendo que na própria Secretaria existe uma Corregedoria para apurar eventuais abusos…. Ademais, a GCM agiu para garantir a ordem pública e preservar a segurança das pessoas e famílias que estavam no local, além de preservar o patrimônio público, como sempre fez em outras oportunidades, como desocupações e até em tentativas de invasão ao Paço Municipal. Agora, se houve excesso realmente deve ser apurado pelo órgão competente, que é a corregedoria da GCM, que inclusive é coordenada por um membro do PT, Dr. João Bicudo”, afirmou.

Indagado se atos como o de sábado seguem orientação do secretário de Segurança ou do comandante da Guarda, ele respondeu que a GCM tem uma hierarquia, como qualquer força policial. Disse que a ação da GCM não pode depender de obter orientação superior, pois há atitudes que têm de ser imediatas, seguindo a decisão do oficial que estiver comandando a operação: “Até o comandante ser comunicado do que está ocorrendo, os fatos já se sucederam. Até chegar ao secretário, então, nem se fale”, opinou.

João Dárcio informou que o comandante da GCM é o mesmo, desde a gestão de Elói Pietá: “É o coronel Barreto, oficial reformado da Polícia Militar. Pessoa muito ponderada, muito capacitada. Tanto que quando reassumi a Secretaria na segunda gestão de Almeida, fiz questão de mantê-lo. A decisão é do prefeito, mas entendo precipitada qualquer atitude, antes de a Corregedoria da própria GCM apurar o caso. Ou seja, sou a favor da Sindicância, no âmbito adequado que é o da instituição”, concluiu.

(foto de Sidnei Barros/PMG)