Elas também são best-sellers

Você sabia que as mulheres são poderosas quando o assunto é vender livros? Sim, elas vendem horrores e não precisamos citar exemplos distantes, como Agatha Christie ou Clarice Lispector, para elucidar os fatos. A Revista Weekend separou uma série de autoras que se tornaram um fenômeno ao conquistarem milhares de fãs com seus toques femininos na escrita. Acompanhe:

o-JK-ROWLING-facebookJ.K. Rowling

A famosa escritora britânica de ficção, autora da série “Harry Potter”, teve seus livros traduzidos para mais de 60 línguas, alcançando mais de 500 milhões de livros vendidos. Ela foi a primeira pessoa a tornar-se bilionária (em dólares) escrevendo livros. Sem dúvida alguma, J.K. Rowling é a personalidade feminina mais notável no cenário literário. Atualmente, no Brasil, seus livros são distribuídos pela Rocco.

lygiaLygia Fagundes Telles

A imortal de 92 anos foi indicada pela União Brasileira de Escritores para o Nobel de Literatura 2016. A autora tem obras traduzidas para o alemão, espanhol, francês, inglês e muitos outros idiomas. Seu principal título é “Ciranda de Pedra”. Lygia ocupa a 16ª cadeira da Academia Brasileira de Letras.

silviaSylvia Day

A americana é ícone quando se trata de literatura erótica. Sua principal série, “Crossfire”, tem nada menos de 15 milhões de exemplares vendidos. São mais de 20 livros premiados, comercializados em mais de 40 países. Sylvia Day é a primeira colocada em vendas em 27 países, com dezenas de milhões de livros impressos. Não é à toa que cada editora mordiscou um pouquinho desse sucesso. Os livros são lançados pela Faro Editorial, Companhia das Letras, LeYa e tantas outras.

paula-pimentaPaula Pimenta

A brasileira conseguiu ser destaque nacional e internacional com a série “Fazendo Meu Filme”. Suas obras foam traduzidas para países como Estados Unidos, Portugal, Espanha e toda a América Latina. As vendas de seus livros ultrapassou a marca de um milhão de exemplares.

RobertsNoraNora Roberts

A escritora norte-americana tem em sua carreira mais de 200 best-sellers, que figuraram na lista do New York Times. Suas obras são comercializadas em mais de 30 países. Em 2007, a revista Time a listou entre as 100 pessoas mais influentes do mundo.