Espalha Fatos – 26/08

Lenha na fogueira

Candidatos a vereador do PV ligados ao grupo da presidente deposta, Paula Gonçalves, protocolaram na Justiça Eleitoral petição solicitando o posicionamento imediato da juíza em relação a confirmação ou não da coligação da sigla com o PHS, manobra esta articulada por Jovino Cândido. Apesar dos concorrentes dos dois partidos terem conseguido seus CNPJ’s de campanha, todas as candidaturas estão sub judice, ou seja, aguardando definição. O grupo de Paula, formado por 12 candidatos, é totalmente contra a aliança na proporcional, imposta, segundo ela, goela abaixo pelo cacique verde.

Frase famosa

O candidato a prefeito do PSD, Miguel Martello, na época que foi presidente da Câmara, tinha o hábito de utilizar o termo “a volta do cipó”, quando determinada situação era revertida a seu favor. Ontem a tarde durante coletiva de imprensa na sede do partido, o prefeiturável afirmou com todas as letras que sua candidatura é pra valer sim, rebatendo desta forma boatos plantados por seus adversários de que ele estava disposto a sair da disputa. Para Martello, “a volta do cipó” ocorrerá em outubro, logo após a apuração dos votos.

Nova temporada

 

Já circula no meio político a informação de que servidores públicos comissionados da Prefeitura ligados ao PT já começaram a receber os “convites” para que no final do expediente de trabalho tremulem nas esquinas da cidade as bandeiras do candidato a prefeito Elói Pietá. As tais convocações estão sendo feitas numa boa, ou se preciso na base da intimidação. Muitos por medo acabam “aceitando” a oferta, já que não querem perder seus empregos ou sofrerem algum tipo de retaliação. Por outro lado ainda tem gente que adora chacoalhar o estandarte petista.

Encontro

Equipe da TV Câmara Guarulhos reúne-se na tarde de hoje com os candidatos à Prefeitura ou seus representantes para divulgar e discutir sobre os procedimentos e regras relativas às entrevistas ao vivo que irão ao ar na emissora nos próximos dias. Também será feito o sorteio para definir a ordem e as datas de exibição dos programas com cada concorrente. Em respeito ao princípio da isonomia, todos os prefeituráveis responderão as mesmas perguntas e terão o direito ao mesmo tempo de fala.

Defesa

O presidente em exercício do STAP, Rogério de Oliveira, afirmou esta semana que o sindicato que preside não produz materiais apócrifos. Sobre eventual material relacionado a professores e vereadores, que vem gerando polêmica entre alguns edis e nas redes sociais, o sindicalista afirma que todo e qualquer material do STAP leva o timbre e o logotipo da associação, além de ter a assinatura do dirigente: “Por princípio, esta diretoria defende o debate franco, não adota e condena a prática de atirar a pedra e esconder a mão”, garantiu.