Coluna do Carleto – Edição 362

Saiba quem é quem na equipe de Guti

Nova política – 1

Analisando os nomes que compõem a equipe de Guti, percebe-se que, dentro do possível, procurou-se dar um perfil diferente ao secretariado, principalmente sem repetir nomes da safra petista.

Nova política – 2

Evidentemente, seu próprio partido (PSB) foi agraciado com importantes posições. Carlos Soler, que usou o nome Banana na campanha para vereador, é o poderoso secretário de Governo. Adalmir Abreu, primeiro suplente, é o adjunto de Cultura. O atleta e professor Wilson David dos Santos, diretor de Esportes. Sempre bem votado mas não eleito, Toninho Messias será coordenador dos assuntos para Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida. Outros nomes do PSB fatalmente serão contemplados.

Nova política – 3

Fica claro que Guti também prestigiou o vice, Alexandre Zeitune, e o respectivo partido (Rede) e foi leal com o PSC e PPS, partidos aliados desde antes da campanha. Zeitune assumiu a supersecretaria que reúne Educação, Cultura e Esporte. O porta-voz da Rede, Nilson Gonçalves, é o secretário de Administração e Modernização. Reginaldo Sena é adjunto de Trabalho. José Roberto Vomero, ex-gerente do Banco do Brasil, preside a Proguaru. Candidato mais votado do partido (mas não eleito), José Augusto Pinheiro foi anunciado como porta-voz, mas o cargo ainda precisa ser criado na volta do recesso parlamentar.

Nova política – 4

O PSC emplacou o secretário de Desenvolvimento e Assistência Social, Arão dos Santos Silva, e o adjunto de Segurança Pública, o ex-vereador Joel Bomfim. Já do PPS, foi nomeado o secretário de Finanças, Peterson Ruan. O presidente do partido, professor Antonio Carlos Posse Fuscaldo, será o ouvidor na AGRU. O médico Altamir Vaz declinou do convite para ser secretário-adjunto, por razões de saúde.

Pero, no mucho – 1

Sem nenhum demérito às pessoas escolhidas, fica claro o critério para algumas nomeações. O vereador Gilvan Passos, por exemplo, reeleito pelo PSDB, foi escolhido para comandar a Secretaria de Segurança Pública para abrir vaga na Câmara para o primeiro suplente, Geraldo Celestino, aliado imediato no segundo turno. Passos chegou a ensaiar alguns passos (ops!) para apoiar Eli Corrêa Filho, até que o tucanato definiu unir-se a Guti.

Pero, no mucho – 2

Para ter apoio no Legislativo, era importante para o novo governo a presença de Celestino no plenário. Dois alvos no mesmo tiro: Guti passa a contar com um hábil articulador e evita que Gilvan pudesse somar com a oposição.

Pero, no mucho – 3

A manutenção dos cargos de secretário-adjunto também evidencia que a política de Guti não é tão nova quanto quer fazer crer. É bem verdade que, nas entrevistas e debates durante a campanha, Guti evitou prometer que acabaria com os cargos de adjuntos. Na escolha dos nomes, vê-se que buscou ampliar a base de apoio na Câmara e prestigiar pessoas que o ajudaram a eleger-se, ainda que a participação de cada um não tenha sido tão fundamental para a vitória.

Entre parentes

O vereador Paulo Roberto Cecchinato emplacou o filho xará como adjunto de Obras. O ex-vereador Americano, que esteve com Martello no primeiro turno e com Guti no segundo e, embora com mais de 5 mil votos, não se reelegeu, terá o genro Ticiano Neves como adjunto de Transportes. O adjunto de Serviços Públicos é filho do ex-vereador Unaldo Santos, presidente de honra do PSB. O adjunto de Assuntos Jurídicos, Álvaro Luís José Romão, funcionário de carreira, é irmão do ex-vereador Gasparino José Romão. O diretor administrativo-financeiro da Proguaru, Leonardo Lago, é filho do secretário de Saúde, Roberto Lago, e da organizadora de eventos Sonia Lago.

Entre amigos

Embora não houvesse se comprometido com pessoas de peso na cidade que o apoiaram, Guti prestigiou os advogados João Pannocchia Filho, com a Secretaria de Assuntos Jurídicos, e Airton Trevisan, para presidir a AGRU, Agência Reguladora do Saneamento Básico e Resíduos Sólidos.

Ampliando a base

Styvenson Koga, ligado ao presidente da Câmara, Eduardo Soltur, será diretor na Secretaria de Educação. Nomes menos notórios certamente já foram ou serão nomeados, indicados por vereadores da base de apoio.

Consolação

Ex-vereadores que não se reelegeram e que apoiaram Guti no segundo turno também estão na equipe: Verinha Souza, coordenadora de Políticas para Mulheres; Toninho Magalhães Júnior, diretor do Departamento de Assuntos Legislativos; e Vitor da Farmácia, diretor de Assuntos Legislativos da Proguaru. Embora membro do DEM de Eli Corrêa Filho, Paulo Sergio será adjunto de Administração e ainda terá seu ex-chefe de gabinete Oswaldo Choli como adjunto em Assuntos Jurídicos.

Time de casa

Os que sempre estiveram com Guti em seus mandatos tiveram lugar garantido: Jurandir Pereira na Chefia de Gabinete; Rodrigo Buffo, secretário de Comunicação; e Paulinho Uemura, diretor de Departamento. Anderson Marsili, secretário-adjunto, foi integrado ao time mais recentemente do que os demais.

De bem com a mídia

Colunista da Folha Metropolitana e do portal GuarulhosWeb, Ernesto Zanon comandará a Comunicação no Saae. Já Sérgio Lessa, do jornal Guarulhos Hoje, terá a mesma função na Proguaru. Apresentador do programa TV Cidade, Martinho Risso é o adjunto de Desenvolvimento Econômico.

Desatualizada

A placa em frente ao número 240 da rua Felício Marcondes deve ser retirada, pois há mais de um ano já não funciona ali a Cooperativa de Crédito e, portanto, não há mais parada de carro forte.