domingo, 17 outubro 2021
- PUBLICIDADE -
InícioDESTAQUEAproveite o novo ano para incorporar hábitos mais saudáveis à sua alimentação

Aproveite o novo ano para incorporar hábitos mais saudáveis à sua alimentação

Tradicionalmente conhecido por suas festas e confraternizações, dezembro também é um mês voltado à reflexão e marcado por planos para o novo ano que está prestes a começar. Perder peso, deixar de fumar, adotar a prática de exercícios e hábitos mais saudáveis estão entre as promessas mais populares.

Porém, o que muita gente parece ignorar é que a perda de peso em si, à base de dietas restritivas e realizadas sem acompanhamento profissional, não é garantia de uma vida saudável. É o que ensina a mestre em Nutrição pela Universidade de São Paulo (USP), Claudia Sanibal, que ainda alerta: “é preciso haver uma conscientização nutricional e adquirir novos hábitos alimentares”.

Além do ganho de peso proporcionado por uma má relação com a comida, estudos dos principais órgãos de saúde internacionais apontam que 95% das pessoas que eliminam os quilos indesejados com dietas “mirabolantes” voltam a engordar e, muitas vezes, atingem um peso superior ao que tinham antes.

Nesse momento é importante não levar em consideração apenas a insatisfação com a balança e lembrar-se das consequências negativas que o sobrepeso ou a obesidade podem causar à saúde.

Riscos à saúde

De acordo com o Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), uma das ações realizadas pelo Ministério da Saúde para monitorar o surgimento de Doenças Crônicas não Transmissíveis (Dcnt), como diabetes e hipertensão arterial, apenas nos últimos dez anos, houve aumento de 60% do índice de obesidade entre os brasileiros.

Para não fazer parte das estatísticas o primeiro passo é mudar a relação com a comida e não eleger alimentos “proibidos” ou “milagrosos”, como propagam as dietas da moda.

Procure consumir frutas, legumes, e verduras frescas – Foto Thiago Gomes/Agência Pará

Mudança de hábito

Introduzir mudanças que caibam na rotina e não sejam difíceis de seguir é outra dica valiosa. Um exemplo é passar a frequentar restaurantes que vendem comida a peso e oferecem uma grande diversidade de legumes e verduras.

E, em nossa região, com uma produção agrícola tão intensa, esse tipo de alimento é sempre encontrado fresco e com uma aparência agradável aos olhos. “Salada não se restringe à alface. Consumir os itens variados disponíveis no buffet ajuda a reeducar o paladar e conhecer novos sabores”, enfatiza a nutricionista.

E já que a promessa é perder de peso de forma consciente e saudável, o indicado é trocar molhos industrializados, que mascaram o sabor do alimento, além de conter sódio e demais conservantes, pelo azeite, limão e uma pitada de sal.

“Salada não se restringe à alface”, alerta a nutricionista Claudia Sanibal – Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Além da salada, se sirva de grãos integrais e carnes magras, de preferência frango e peixe grelhados. Frutas com alto teor de água, como o abacaxi, podem ser consumidas como sobremesa ou para dar mais vida e cor ao prato principal.

Comida caseira

Já para as refeições preparadas em casa, vale passar antes no mercado ou na feira mais próxima e, mais uma vez, aliar à praticidade à nova dieta e priorizar a compra de verduras e legumes já higienizados, cortados e ofertados em porções menores.

A nutricionista enfatiza que tais recursos devem ser usados para facilitar a rotina na cozinha e contribuir para a manutenção da dieta em casa. “trata-se de um exercício diário e toda ajuda é bem-vinda”, recomenda Claudia.

Para finalizar, não se esqueça da água. Além de mantê-lo hidratado, a água é fundamental para o bom funcionamento do intestino, combater a retenção de líquido, entre muitos outros benefícios.

Lanches intermediários

Frutas ricas em água, como abacaxi, melancia e melão, devem ser incluídas no cardápio de sobremesas, como opção para um lanche intermediário e inibir a vontade por chocolates e outros doces.

Frutas com alto teor de água podem ser consumidas como sobremesa – Foto Thiago Gomes/Agência Pará

Outra sugestão é ter sempre em casa, ou no local de trabalho, itens como castanhas e amêndoas ou, ainda, palitos de legumes (uma opção de menor custo) para espantar a vontade de comer algo mais calórico e não cair na tentação de consumir salgadinhos e bolachas ricas em sal.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,470SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Sábado é Dia V de Vacinação em Guarulhos

Neste sábado (16), das 8 às 17 horas, todas as Unidades Básicas de Saúde estarão abertas para o Dia V de Vacinação, da Campanha...

Projeto Mude seu Ciclo entrega kits na comunidade Arroz Doce no Sítio dos Morros

A Prefeitura de Guarulhos entregou nesta quinta-feira (14) 250 kits de absorventes higiênicos composto por oito absorventes e um panfleto com orientações do projeto Mude...

Centro de Mídias SP inicia aula especial sobre livros dos vestibulares Fuvest e Unicamp

A partir deste sábado (16), das 13h30 às 14h30, os vestibulandos contam com mais um apoio do Centro de Mídias SP (CMSP) para se...

Professora de Guarulhos que alfabetizou aluno de educação especial é premiada em ação nacional

Professores sempre presenciaram desafios em sua rotina de trabalho. No último ano, eles precisaram se reinventar e trazer uma nova dinâmica para os alunos....

CEUs de Guarulhos seguem com atividades no mês das crianças

O mês de outubro está repleto de atividades divertidas para as crianças nos CEUs da cidade. Nesta sexta-feira (15), o CEU Continental ofereceu oficina de slime (geleca),...