segunda-feira, 18 outubro 2021
- PUBLICIDADE -
InícioCANAISSAÚDESaiba o que é adequado comer antes e depois de praticar exercícios...

Saiba o que é adequado comer antes e depois de praticar exercícios físicos

Quem gosta de praticar exercícios ou pretende começar deve saber que uma alimentação complexa e balanceada, com nutrientes do grupo dos carboidratos, proteínas, boas gorduras, frutas e vegetais é muito importante para uma boa performance e também para não desgastar o corpo.

Para a secretária Miriam Pereira, saber o que comer antes de se exercitar sempre foi um dilema. “Eu nunca tenho certeza. Tenho medo de comer algo pesado e passar mal ou de não comer muito e também passar mal”, conta.

De acordo com a nutricionista Lara Natacci, é importante observar quais alimentos devem ser consumidos antes da atividade. Para ela, o ideal é um lanche leve antes, mas que seja rico em carboidratos e em fibras que ajudam a manter a energia e podem até acelerar a queima de gordura. “Pode ser uma banana com aveia, mamão com granola e até um suco com cereais integrais. Nozes e castanhas também são uma excelente opção”, afirma.

As verduras e legumes são essenciais para melhorar a absorção das proteínas. “Depois da prática esportiva, o ideal é consumir proteína animal magra, acompanhada de um carboidrato complexo, como o arroz, de preferência integral, ou massa integral, batata com casca, pão ou torrada integral”, explica a médica Elisabete Almeida.

Como a quantidade de água eliminada pelo suor depende da intensidade e tempo da atividade física, assim como da temperatura e umidade do ambiente, a prevenção mais eficaz é a hidratação adequada, que ocorre pelo equilíbrio entre consumo e perda de água.

Recomenda-se o consumo de 400 a 600 ml de água 20 minutos antes do início da atividade física. A médica ainda afirma que há a necessidade de reposição contínua de água durante e depois dos exercícios. “O consumo de cerca de 250 ml a cada 15 ou 20 minutos de intervalo é satisfatório, pois em maior quantidade, pode produzir a sensação de ‘estômago cheio’, prejudicando o desempenho”, explica.

A substituição de água por isotônicos só deve ocorrer quando há perda de peso corporal superior a 2% em decorrência da transpiração, pois aí pode ocorrer perda de grande quantidade de sódio e outros minerais.

Combate ao sedentarismo

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), para ser considerado pessoa não-sedentária, é preciso de 150 minutos de atividade física moderada por semana ou de aproximadamente 30 minutos diários.

Além disso, para o oncologista Paulo Hof, “os exercícios físicos podem combater a obesidade e auxiliam no equilíbrio hormonal, dois fatores de risco para o desenvolvimento de câncer, além de serem importantes na recuperação e reabilitação dos pacientes oncológicos, por assumirem um impacto positivo sobre corpo e mente”.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,473SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Com avanço da vacinação contra Covid-19, SP baixa para 4 mil internados

O Estado de São Paulo registra nessa quarta (13) a marca de 4 mil pessoas internadas em Enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva pela...

Proteção Animal reforça castração de fêmeas em outubro

Até o próximo dia 31, um total de 500 fêmeas, entre cadelas e gatas, serão castradas no centro cirúrgico do Departamento de Proteção Animal...

Pfizer entrega mais 1,3 milhão de doses de vacina ao Brasil

Um avião com mais de 1,33 milhão de doses de vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech desembarcou hoje (17) pela manhã no Aeroporto de...

Centro de Mídias SP inicia aula especial sobre livros dos vestibulares Fuvest e Unicamp

A partir deste sábado (16), das 13h30 às 14h30, os vestibulandos contam com mais um apoio do Centro de Mídias SP (CMSP) para se...

Maior evento de Educação do Brasil chega a sua 6ª edição

A sexta edição do Educa Week acontece entre 18 e 23 de outubro, com o objetivo de apontar caminhos para os atuais desafios da educação básica no...