sexta-feira, 27 maio 2022
- PUBLICIDADE -
InícioCANAISSAÚDEMeditação não precisa ser revestida de hábitos místicos ou religiosos

Meditação não precisa ser revestida de hábitos místicos ou religiosos

 

No passado, o homem estava mais voltado para si mesmo, no sentido interior, de se perceber, se sentir e, assim – também – compreender melhor o outro, além de praticar uma comunicação, uma troca ou uma relação mais real com seu semelhante. Porém, o avanço da tecnologia e as preocupações do mundo moderno que nos obriga a correr contra o tempo, muito provavelmente, têm colocado o homem no futuro, a ponto dele esquecer-se de si mesmo, de sequer compreender ou perceber suas próprias emoções e necessidades reais, já que os meios de comunicação, por sua vez, se encarregam de lhes ditar importâncias e estabelecer quais coisas são essências para a sua sobrevivência.

A meditação pode e deve se constituir em uma prática que “acalma” o homem e o recoloca no presente… onde ele vive, realmente. E, assim, afastá-lo da ansiedade do futuro e tirá-lo da depressão, quando a mente o coloca no passado trazendo vivências como culpa ou arrependimentos!

O fato da meditação, na concepção popular, estar vinculada à religião é um profundo engano, embora os grandes e verdadeiros religiosos do passado, que geralmente eram inteligentes e sensíveis, sempre dela lançaram mão. Depois, é preciso ir além e compreender que religiosidade é uma característica na natureza da alma humana e, muitas vezes, nada tem a ver com as instituições religiosas, propriamente ditas.

Se levarmos em conta as grandes tradições e suas origens vamos constatar que a própria natureza religiosa do homem, primeiro, estabeleceu a religião natural como forma de busca e compreensão das leis naturais para explicar as manifestações e justificar as causas, antes que a ciência pudesse – como tal – se organizar como conhecimento e confirmar, ou até mesmo negar, o que primeiro era apontado pela religião. Assim, não é diferente a questão da meditação que ao longo dos anos se revestiu de certa aura mística e ficou, por muito tempo, confinada nos templos.

Hoje a ciência a redescobre ou, antes, lança mão dela, para empregá-la em muitas práticas de apoio, inclusive, na área da saúde humana. A neurociência, por exemplo, é uma área que a estuda na atualidade e procura dela se utilizar em vários setores do desenvolvimento humano.

É obvio que no mundo capitalista tudo tende a ser absorvido pelo sistema e colocado no comércio como solução para problemas que – na maioria vezes – ele mesmo cria. Portanto, é preciso certa dose de cautela quando se trata da oferta de soluções milagrosas ou lenitivos que alguns oferecem para problemas que a própria vida moderna promove.

É preciso, também, certo cuidado se – realmente – deseja conquistar a verdadeira técnica da meditação, pois há no mercado inúmeros aplicativos que podem se constituir em meros “quebra-galhos”, em paliativo temporários, para certas ocasiões. Eles são como aspirinas que, muitas vezes, nos livram da dor de cabeça, mas não nos afastam da doença, já que técnicas verdadeiras – que permitem a mudança real de estados de consciência – requerem domínio de conhecimento e disciplina, só para começar. Isso requer tempo, sacrifício, renúncia e, também, dedicação, pois milagres pertencem a outras dimensões!

A meditação foi no passado, é no presente e será sempre, no futuro, uma técnica que pode ser compreendida, aprendida e aplicada à luz da própria ciência, estabelecendo, para aqueles que a praticam, um estado mental que traz resultados salutares às condições físicas, emocionais e, também, mentais do próprio homem.

Se ela pode nos levar a transcendência ou não? Só praticando-a para saber.

*José Paulo Ferrari – é psicólogo clínico, com especializações na área da Saúde.

- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,573SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Prefeitura abre canal para receber recursos referentes à Taxa Ambiental

A Prefeitura de Guarulhos passou a disponibilizar um canal online para que os munícipes recorram da Taxa Ambiental. Ele pode ser acessado em https://fazenda.guarulhos.sp.gov.br/apex/guarulho/f?p=628:LOGIN....

Virada Cultural retorna neste final de semana em São Paulo

Após dois anos sem poder ser realizada de forma presencial por causa da pandemia do novo coronavírus, a Virada Cultural retorna ao calendário da...

Imposto de Renda: 27% dos contribuintes ainda não enviaram declaração

Um balanço divulgado hoje (23) pela Receita Federal aponta que, até as 11 horas, 25.094.079 pessoas já haviam enviado suas declarações do Imposto de...

Serviço da Sabesp pode deixar Jd. Fortaleza sem água nesta terça-feira (24)

A Sabesp informa que realiza, nesta terça-feira (24/5), uma manutenção programada no sistema de abastecimento de água de Guarulhos localizado na estrada Tanque Grande....

Trabalhadores nascidos em julho podem sacar até R$ 1 mil no FGTS

Trabalhadores nascidos em julho já podem sacar até R$ 1 mil das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a partir deste sábado...