Usuários reclamam da não vacinação contra o sarampo em três UBSs; Prefeitura rebate críticas

Prefeitura informa que UBSs aplicarão vacinas nas pessoas que estiverem com a carteirinha atrasada - Foto: Divulgação
 

Moradores do Jardim Acácio, Belvedere e Nova Cumbica reclamam que nas respectivas UBSs destes três bairros os profissionais de saúde estão “se recusando a vacinar contra o sarampo, alegando que a campanha terminou”. O Click Guarulhos questionou a Prefeitura e obteve a resposta que de fato a campanha findou, porém “as pessoas com o esquema vacinal incompleto ou que não tenham comprovação de vacinação, devem procurar uma Unidade Básica de Saúde para se imunizar.”  

A Secretaria de Saúde informou nesta quinta-feira, 29, que, “desde o início do ano até o momento, foram confirmados 65 casos de sarampo na cidade, sem nenhum óbito”.

Na Capital, um homem de 42 anos morreu essa semana vítima de sarampo. Segundo a Prefeitura de São Paulo este foi o primeiro caso de óbito em 2019 e não havia sinais de que o paciente tivesse sido imunizado contra a doença.

Resposta Prefeitura

Leia íntegra da resposta da Prefeitura de Guarulhos:
“Com relação aos questionamentos sobre a vacinação contra o sarampo, a Secretaria de Saúde informa que não é verdade que as UBS estejam se recusando a vacinar contra o sarampo. Ocorre que, com o término da Campanha, a vacinação segue na rotina preconizada pelo Programa Nacional de Imunização, que prevê o seguinte esquema vacinal: a primeira dose da SCR (contra sarampo, rubéola e caxumba), quando a criança tem um ano de idade. A segunda, chamada de reforço, aos 15 meses, com a Tetra Viral, que além das três doenças anteriores, inclui a varicela. Crianças maiores de sete anos e indivíduos até 29 anos devem ter duas doses de SCR. Adultos acima de 30 anos e os nascidos a partir de 1.960 devem ter pelo menos uma dose da SCR. Sendo assim, as pessoas com o esquema vacinal incompleto ou que não tenham comprovação de vacinação, devem procurar uma Unidade Básica de Saúde para se imunizar.”

Resposta Secretaria de Saúde

A Secretaria de Saúde também respondeu ao Click Guarulhos. Segue abaixo a íntegra:

“Com relação aos novos questionamentos sobre a vacinação contra o sarampo, a Secretaria de Saúde reitera que a imunização de rotina segue de acordo com o preconizado pelo Programa Nacional de Imunização em todas as unidades de Saúde e que, inclusive, todas as UBS receberam da Vigilância Epidemiológica Municipal documento com as seguintes orientações:

Vacinação contra o sarampo:

* pessoas entre um e 29 anos de idade: duas doses, com intervalo mínimo  de um mês;

* pessoas entre 30 a 59 anos de idade: uma dose* pessoas com 60 anos ou mais: não precisam ser vacinadas;

* profissionais de saúde: duas doses com intervalo de trinta dias.

Além disso, por determinação do Centro de Vigilância Epidemiológica Estadual, também estão sendo vacinadas as crianças entre seis a 11 meses de idade, uma vez que Guarulhos entrou na lista das 39 cidades do Estado de São Paulo em situação de surto da doença. A imunização desta nova faixa etária ficará em vigor até quando os municípios não apresentarem casos confirmados da doença nos últimos 90 dias.
Portanto, em caso de dúvida, a orientação é para procurar a gerência da unidade.”