quarta-feira, 17 agosto 2022
PUBLICIDADE
InícioDESTAQUEGreve de motoristas afeta circulação de ônibus em SP

Greve de motoristas afeta circulação de ônibus em SP

 

A cidade de São Paulo amanheceu nesta sexta-feira (6) com circulação parcial da frota de ônibus com protestos de motoristas e cobradores na região central. No final da tarde de ontem (5), a categoria decidiu em assembleia iniciar uma greve a partir desta madrugada. Em decisão judicial, a prefeitura conseguiu uma liminar determinando o funcionamento de ao menos 70% do serviço.

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os trabalhadores em protesto, estacionaram ônibus bloqueando parcialmente os Viadutos Nove de Julho, Jacareí e o do Chá. Ontem, os motoristas e cobradores já haviam realizado manifestação semelhante, paralisando o trânsito em vias e fechando 18 dos 30 terminais de ônibus da cidade.

Na manhã de hoje, todos os terminais estavam em funcionamento, de acordo com a secretaria de Mobilidade e Transportes. O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse, no entanto, que quatro empresas tinham linhas sem serviço. Ele ressaltou que a administração municipal pretende garantir o atendimento à população. “Se for o caso outras medidas judiciais serão tomadas para garantir o funcionamento do sistema”, explicou na sede da CET.

Reivindicações

Os trabalhadores reivindicam o pagamento de Participação nos Lucros e Resultados e garantia de postos de trabalho. De acordo com José Carlos Negrão, da secretaria da Igualdade Racial do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de ônibus da cidade de São Paulo, desde maio, pelo menos 450 ônibus foram retirados de circulação na cidade.

“Serão 7 mil trabalhadores demitidos, então os empregados estão assustados e além disso, tem também o salário. Combinaram que iam assinar o acordo coletivo da categoria, não assinaram, não pagaram a Participação nos Lucros e Resultados e ameaçam o salário do mês”.

O prefeito se dispôs a antecipar pagamentos às companhias para que elas possam honrar os compromissos assumidos com os empregados. “A prefeitura se coloca à disposição das empresas, para se for o caso, antecipar receitas que eles têm para resolver problemas de fluxo de caixa”, afirmou.

Para reduzir os impactos da greve, a prefeitura suspendeu o rodízio municipal de veículos e liberou o estacionamento nas chamadas áreas zona azul, que normalmente demandam o pagamento por período.

*Com informações da Agência Brasil

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,614SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

O Dia dos Pais de refugiados no Brasil

"Não quero que ele gaste o pouco dinheiro que tem comprando qualquer coisa para mim. Presente, não quero. Eu sou feliz só de ele...

Previsão de baixas temperaturas intensifica Operação Inverno nos próximos dias

A previsão de temperaturas abaixo de 13 graus nos próximos dias, a começar pela sexta-feira (19), em que a mínima prevista é de 8...

CPS oferece 2 mil vagas em cursos de CRM e Marketing Cloud da Salesforce

O Centro Paula Souza (CPS) está com inscrições abertas para 2 mil vagas em cursos gratuitos online de qualificação profissional para administradores de sistemas...

Guarulhos ganha fábrica de startups dentro do Eniac

O Centro de Inovação Tecnológica Innovation de Guarulhos (CITIG), no Eniac, inaugurou, nesta sexta-feira, 12/08, a primeira fábrica de startups da região, a StartGRU....

Beneficiários com NIS final 3 recebem hoje Auxílio Brasil

A Caixa Econômica Federal paga hoje (11) a parcela de agosto do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 3. É a primeira parcela com...