Homicídios dolosos caem; latrocínio e roubos aumentam no estado de SP

Dados se referem a janeiro de 2020 comparados com janeiro de 2019 - Fernando Frazão/Arquivo Agência Brasil

O estado de São Paulo registrou redução nos casos e vítimas de homicídios dolosos – aquele com intenção de matar. O número de boletins de ocorrência de mortes intencionais caiu de 270 para 263, comparando janeiro de 2019 com 2020. O número de vítimas desse crime caiu de 284 para 276 – a menor quantidade da série histórica, iniciada em 2001, para o mês de janeiro.

No entanto, os casos e as vítimas de latrocínios – roubo seguido de morte – cresceram, ambos aumentaram de 17 para 18. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do estado de SP.

Em janeiro, houve cinco ocorrências a menos de estupro, passando de 1.071, em janeiro de 2019, para 1.066, em janeiro de 2020.

Furtos e roubos

Os roubos em geral subiram 14,3% em janeiro deste ano, com 23.997 ocorrências no total. Já os roubos de carga tiveram queda, passando de 610 para 595 de janeiro do ano passado para janeiro deste ano. O mesmo ocorreu com os roubos de veículo, que caíram 7,2% (de 3.948 para 3.662), a menor quantidade da série histórica para o período.

No período, os furtos em geral caíram 3,1%, passando de 45.163 para 43.784 – 1.379 casos a menos. Já os furtos de veículos tiveram 163 registros a mais na comparação com janeiro de 2019.

Pela primeira vez o estado não teve casos de roubo a banco em janeiro, ante uma ocorrência no mesmo período do ano anterior.

Capital Paulista

A Capital Paulista teve aumento nos casos e nas vítimas de homicídio doloso, com 12 casos e 14 vítimas a mais em janeiro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. No primeiro mês do ano passado, houve 55 ocorrências de mortes intencionais, com total de 56 vítimas.

A tendência de alta se estendeu para os latrocínios, que teve dois boletins e duas vítimas a mais em janeiro deste ano, ante seis casos com seis vítimas em janeiro de 2019. Nos estupros, o aumento foi de 24 casos, totalizando 238 boletins.

Polícia paulista prende 351 pessoas no domingo de carnaval

Balanço da polícia paulista informa que prendeu 351 pessoas neste domingo de Carnaval (23), durante Operação Carnaval Mais Seguro, a qual a Secretaria de Segurança Pública conta com mais de 24 mil policiais em todo o estado de São Paulo. No total, 41.997 pessoas foram abordadas. De acordo com as ocorrências registradas no período, foram recuperados 72 veículos, 41 quilos de entorpecentes foram apreendidos e 30 armas retiradas das ruas. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do estado.

Um dos casos foi a prisão de um homem e a apreensão de outros dois adolescentes que tentavam assaltar motoristas na zona leste da capital. Com eles, os policiais encontraram um simulacro de arma de fogo.

Já na cidade de Sumaré, policiais militares prenderam um homem que armazenava drogas na região do Parque Progresso, onde foram encontrados cerca de 50 quilos de cocaína, além de porções de maconha, crack, pasta base, balanças de precisão e eppendorf (pinos plásticos usados para armazenar cocaína) vazios.

No trânsito, os agentes realizaram fiscalizações de 28.229 veículos e condutores foram submetidos ao teste do etilômetro. Ao todo, 454 foram autuados por dirigir sob influência de álcool ou substâncias psicoativas e 1.272 por se recusarem a realizar o teste.

Além da Polícia Militar, participam da operação policiais militares do Choque, dos Policiamentos Rodoviário, Ambiental e de Trânsito e do Corpo de Bombeiros. Os cachorros da PM está trabalhando para a detecção de drogas, por meio de cães farejadores. Os plantões nas unidades policiais foram reforçados para garantir agilidade no atendimento ao público.

*Com informações da Agência Brasil