Wilson Paiva, do Partido Novo, desiste de ser candidato a prefeito

O empresário Wilson Paiva anunciou nesta manhã de quarta-feira que desistiu de ser candidato a prefeito de Guarulhos. Ele havia sido o único dos postulantes do Partido Novo a conseguir ir até o fim no processo seletivo para disputar a Prefeitura. Vários dos pretendentes a serem candidatos à Câmara Municipal não foram aprovados.

Paiva vinha avaliando com muito cuidado essa questão, pois pessoas muito próximas a ele eram contra sua candidatura. Em emocionada mensagem (reproduzida a seguir) alega razões familiares e muito pessoais para essa decisão, afirmando ter-se preparado tecnicamente para que pudesse ser candidato e estar preparado para uma eventual vitória.

A desistência de Wilson Paiva nessa altura dos acontecimentos deixa o Novo em situação complicada, pois terá de decidir em tempo recorde qual outro nome terá para essa disputa, já que alguns foram rejeitados e estão migrando para outras legendas, como é o caso de Jorginho Mota. O Novo sempre garantiu que teria candidato a prefeito em Guarulhos e que não cogita ter a vaga de vive. Pelas regras do partido, quem faz parte da coordenação não pode ser candidato. Caso contrário, a advogada Cláudia Inaba seria um bom nome para disputar a Prefeitura. Um dos primeiros filiados ao Novo é o empresário do ramo educacional Wilson Lourenço, que já foi candidato a vice-prefeito pelo então PPS, nas eleições do ano 2000. Havia no ano passado a cogitação de que pudesse ser o candidato do Novo a prefeito. Com a saída de Paiva do páreo, pode ser uma alternativa viável.

Na polarização entre o prefeito Guti, provavelmente pelo PSD, rivalizando com a empresária Fran Corrêa pelo PSDB e tendo o ex-prefeito Elói Pietá concorrendo pelo PT, é natural que outros partidos busquem posicionar-se com uma quarta via, procurando atrair os eleitores que não se sintam representados por esses três postulantes.

Valdir Carleto

Transcrição da postagem de Wilson Paiva nas redes sociais:

Hoje é um dos dias mais difíceis da minha vida!
Depois de muito pensar, escutar a minha família, escutar o que Deus quer pra minha vida, tomei uma decisão:
Não serei candidato a prefeito de Guarulhos nas eleições desse ano.
Os que me conhecem e sabem que esse sempre foi um sonho meu, podem se questionar sobre como eu cheguei a essa decisão tão surpreendente, principalmente depois de todos os meus esforços para apoiar a construção do Partido Novo em Guarulhos, de toda minha dedicação e empenho para conseguir passar no processo seletivo do partido, que aprovou apenas 34 candidatos a prefeito em todo o Brasil e do meu desejo de servir e ajudar aos que mais necessitam.
Eu trabalhei muitíssimo, estudei devotadamente sobre administração pública, me formei líder Renova, me especializei em Gestão e Saúde Pública, me debrucei sobre os números e problemas da cidade… tudo para estar à altura do desafio e, mais do que isso, para ser merecedor da confiança das pessoas.
Mas algo dentro de mim me angustiava. Eu não sou sozinho, e tudo quanto eu faça impacta diretamente a vida de pessoas que eu amo muito e para as quais eu também vivo.
Percebo que para minha família, acolher e respeitar esse meu desejo vinha sendo um sacrifício e um sofrimento que eu não posso exigir deles. Pelo menos neste momento.

Meus filhos são pequenos e sempre conviveram com menos da minha presença do que seria desejável, porque sempre trabalhei longas jornadas. Ora nos negócios, lutando por um lugar ao sol e para prosperar, ora nos projetos sociais, olhando por pessoas esquecidas pelos Estado, buscando minorar as injustiças.
Hoje, dia em que completo 40 anos, portanto mais maduro, consigo ser honesto comigo mesmo e com vocês, e assim reconhecer que minha família e meus negócios ainda precisam muito de mim, e que por isso eu não conseguiria oferecer o empenho e a dedicação que o cargo de prefeito exige e que a cidade e as pessoas precisam e merecem.
Ninguém pode imaginar o quão difícil foi tomar essa decisão, porque esse sonho não morreu no meu coração.
Eu sinto muito por não poder estar à frente da chapa de candidatos do Novo, com tanta gente qualificada e genuíno desejo de contribuir com Guarulhos. Eu farei todo o possível para que esse trabalho siga adiante e consigamos eleger vereadores que certamente ajudarão a fazer uma cidade melhor. Eu me orgulho por fazer parte dessa história, pelo grupo que somos e por termos tornado real essa nova possibilidade, esse novo jeito de fazer política, essa esperança para as pessoas de bem.
Peço que me perdoem todos aqueles que viveram esse sonho comigo até aqui. Eu jamais gostaria de decepcionar quem quer que seja.
O que o futuro ainda há de me reservar no campo político só Deus sabe dizer. Temente que sou a Ele, novamente entrego meus passos e minha vida.
Seguirei meu caminho, ajudando as pessoas e lutando por um mundo melhor para mim e para todos, como sempre fiz.
Agradeço a todos por cada palavra de incentivo, pelo apoio, pela confiança e carinho, e, hoje acima de tudo, pela compreensão e respeito a essa decisão tão difícil.

Sinceramente

Wilson Paiva